Incêndio no Hospital Badim: o que se sabe sobre o incidente que deixou ao menos 10 mortos no Rio

Pacientes são transferidos do hospital Direito de imagem Reuters
Image caption Pelo menos onze pessoas morreram no incêndio que atingiu o Hospital Badim

Um incêndio atingiu o Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira, deixando pelo menos dez mortos, segundo a Defesa Civil.

Os pacientes foram retirados às pressas da unidade - e alguns chegaram a receber atendimento em leitos improvisados na calçada de ruas próximas, antes de serem transferidos de ambulância para outros hospitais.

Os próprios funcionários do hospital ajudaram a carregar os equipamentos médicos para fora do prédio.

Direito de imagem AFP/Getty Images
Image caption Funcionários do hospital ajudaram a retirar equipamentos hospitalares do prédio

Em nota, a direção do hospital, que é particular, informou que o fogo pode ter sido provocado por um curto-circuito no gerador de um dos prédios.

"Ao que tudo indica, um curto-circuito no gerador do prédio 1 do hospital provocou um incêndio, espalhando fumaça para todos os andares do prédio antigo", informou o Hospital Badim em sua página no Facebook.

Direito de imagem EPA
Image caption Bombeiros controlaram as chamas em cerca de duas horas

O fogo teria começado por volta das 18h30, e foi controlado pelos bombeiros cerca de 2 horas depois.

Ao todo, 103 pessoas estavam internadas na unidade no momento do incêndio. E, de acordo com a direção do hospital, "a brigada de incêndio iniciou a evacuação do prédio, mesmo antes da chegada do Corpo de Bombeiros".

A Defesa Civil informou que até a tarde desta sexta-feira, 10 corpos haviam sido retirados.

Segundo a imprensa local, o Instituto Médico Legal (IML) informou que exames preliminares indicam que a causa da maior parte das mortes foi asfixia por fumaça e desligamento de aparelhos, e não queimaduras graves.

De acordo com o IML os dez corpos que deram entrada na unidade já foram identificados e necropsiados. Todos estão liberados para retirada pelos familiares. A maioria era de idosos de mais de 80 anos. Abaixo os nomes das vítimas:

- Maria Alice Teixeira Da Costa - 75 anos

- Luzia Dos Santos Melo - 88 anos

- Virgilio Claudino Da Silva - Idade não informada

- Ana Almeida Do Nascimento - 95 anos

- Irene Freitas - 83 anos

- Berta Gonçalves Berreiros Sousa - 93 anos

- Marlene Menezes Fraga - 85 anos

- Alayde Henrique Barbieri - Idade não informada

- Darcy Da Rocha Dias - 88 anos

- José Costa De Andrade - Idade não informada

Direito de imagem AFP/Getty Images
Image caption Alguns pacientes chegaram a receber atendimento em leitos improvisados na calçada de ruas próximas

De acordo com a delegacia da região, foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias do incêndio. Uma perícia está sendo realizada no hospital e agentes cumprem diligências no local.

De acordo com a direção do Hospital Badim, os pacientes estão sendo transferidos para o Hospital Israelita Albert Sabin, também no Maracanã, e para outras unidades da região.

O hospital disponibilizou o número de whatsapp 97101-3961 e o email suportefamiliares@badim.com.br para que os parentes dos pacientes que estavam internados na unidade entrem em contato para receber informações sobre sua localização.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Tópicos relacionados

Notícias relacionadas