'Nuvem de palavras': os termos mais usados por presidentes brasileiros em discursos na ONU desde 1982

Amazônia, ideologia, liberdade e socialismo. Esses foram alguns dos termos mais usados pelo presidente Jair Bolsonaro em sua estreia na abertura da 74ª Assembleia-Geral da ONU, nesta terça-feira (24/09), em Nova York, nos Estados Unidos.

O presidente brasileiro fez um discurso agressivo em que criticou países como Cuba e Venezuela, e defendeu a soberania do Brasil sobre a Amazônia.

Por tradição, um representante do Brasil é sempre o primeiro a falar.

A BBC News Brasil compilou os discursos de presidentes brasileiros desde 1982 e montou uma 'nuvem de palavras', uma representação visual da frequência e do valor dos termos, em seus discursos na abertura da Assembleia-Geral da ONU.

Até aquele ano, chanceleres e embaixadores brasileiros foram os responsáveis pelos discursos de abertura nas Nações Unidas.

João Figueiredo, o último presidente da ditadura militar, discursou uma única vez, em 1982. José Sarney, duas, em 1985 e 1989. Fernando Collor, também, em 1990 e 1991. Itamar Franco não discursou.

Fernando Henrique Cardoso, apenas uma, em 2001. Luiz Inácio Lula da Silva discursou em 2003, 2004, 2006, 2007, 2008 e 2009. Dilma Rousseff não faltou à nenhuma ocasião (2011, 2012, 2013, 2014 e 2015). Michel Temer, também não (2016, 2017 e 2018).

A palavra 'desenvolvimento' é a que aparece com mais frequência nos discursos de todos os presidentes. Bolsonaro a citou duas vezes — quando falou sobre 'desenvolvimento sustentável na Amazônia' e sobre a adesão do Brasil à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Confira.

Jair Bolsonaro (2019)

Michel Temer (2018)

Michel Temer (2017)

Michel Temer (2016)

Dilma Rousseff (2015)

Dilma Rousseff (2014)

Dilma Rousseff (2013)

Dilma Rousseff (2012)

Dilma Rousseff (2011)

Luiz Inácio Lula da Silva (2009)

Luiz Inácio Lula da Silva (2008)

Luiz Inácio Lula da Silva (2007)

Luiz Inácio Lula da Silva (2006)

Luiz Inácio Lula da Silva (2004)

Luiz Inácio Lula da Silva (2003)

Fernando Henrique Cardoso (2001)

Fernando Collor (1991)

Fernando Collor (1990)

José Sarney (1989)

José Sarney (1985)

João Figueiredo (1982)

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!