'Dei o melhor de mim', diz Teich após pedir demissão do Ministério da Saúde

Nelson Teich em pronunciamento

Crédito, AFP

Legenda da foto,

Teich não explicou os motivos de sua saída do cargo

Em um breve pronunciamento feito na tarde desta sexta-feira (15/05), após pedir demissão do Ministério da Saúde, Nelson Teich disse que "deu o melhor de si" no tempo em que comandou a pasta.

"A vida é feita de escolhas e hoje eu escolhi sair. Dei o melhor de mim nesses dias que eu estive aqui", afirmou.

Teich não explicou o motivo da sua saída pouco menos de um mês após assumir o cargo. Também não comentou os desentendimentos com o presidente Jair Bolsonaro que vieram à tona na última semana.

Seu pedido de demissão veio após pressões do governo para que o ministro mudasse o protocolo sobre o uso da cloroquina no combate à covid-19 — remédio cuja eficácia não é comprovada.

Em seu discurso de saúda, o ex-ministro agradeceu a Bolsonaro "pela oportunidade de ter sido ministro da Saúde.".

Também agradeceu aos profissionais de saúde que estão atuando no combate à pandemia e disse que se impressionou com sua dedicação ao visitar os lugares mais afetados.

Afirmou que o governo deve implementar um plano de testagem, que disse ter deixado pronto, para "entender a situação da covid-19 no Brasil e sua evolução, o que é fundamental para pensar em estratégias."

Disse também que deixou um plano de trabalho pronto para auxiliar os secretários municipais, estaduais, prefeitos e governadores.

"A gente tem um foco total na covid,-19, mas temos que lembrar que temos um sistema enorme para lidar com outras doenças também."

"Eu não aceitei o convite pelo cargo, aceitei porque achei que poderia ajudar o Brasil", disse.

O governo federal ainda não anunciou quem substituirá Teich no Ministério da Saúde. Ele é o segundo ministro a deixar a pasta em meio à pandemia — seu antecessor, Luiz Henrique Mandetta, foi demitido após diversas divergências com o governo em relação ao combate à epidemia, principalmente a insistência do presidente de não apoiar as medidas de isolamento social.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!