BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Saúde & Tecnologia
29 de julho, 2002 - Publicado às 09h49 GMT
Setor defende o seu produto e ataca o contrabando
Fábrica de cigarro: setor luta contra o contrabando
Fábrica de cigarro: setor luta contra o contrabando

Isabel Murray, de São Paulo

A indústria do tabaco gera cerca de 1,6 milhão de empregos diretos e indiretos no Brasil, incluindo funcionários de fábricas de cigarros e charutos, pontos de venda e transportadores.

Mas representantes da indústria reclamam dos altos impostos que incidem sobre o produto e dizem que isso eles favorecem as propagação de cigarros contrabandeados, vendidos por preços muito mais baixos.

Apesar de todas as campanhas antifumo, o consumo de cigarro no Brasil tem apresentado uma certa estabilidade nos últimos dez anos.

De acordo com o Sindifumo, Sindicato da Indústria do Fumo, o mercado nacional de cigarros movimenta cerca de 140 bilhões de unidades por ano.

Riscos à saúde

Clique aqui para ler a especial "O Cigarro em Julgamento"

A região gaúcha de Santa Cruz do Sul, é onde se concentra a maior parte da indústria do tabaco - ou tabageira, como é conhecida no Brasil.

Lá estão as grandes empresas multinacionais e brasileiras como a Souza Cruz, BAT e Companhia de Tabacos Aliança.

As campanhas contra o tabaco no Brasil são uma pedra no sapato da indústria. O presidente do Sindifumo (Sindicato da Indústria do Fumo), Claudio Henn, afirma que, se um dia as fábricas de cigarro fecharem, seus trabalhadores não teriam para onde ir.

Por outro lado, as fábricas de cigarro não discordam que o produto que colocam nas ruas faz mal à saúde.

"É de conhecimento comum e público há várias décadas que o cigarro traz riscos à saúde", diz o gerente jurídico da Souza Cruz, Antonio Rezende.

"O consumo de cigarro está associado a fatores de risco para várias doenças, então na verdade a Souza Cruz não se contrapõe a essa afirmativa."

A Souza Cruz é líder do setor no Brasil, com 5 mil funcionários e cerca de 80% do mercado.


Resende: Souza Cruz admite riscos à saúde
Representantes da indústria tabageira dizem que o seu inimigo número 1 é o contrabando. De cada três cigarros fumados no Brasil, um é contrabandeado, principalmente do Paraguai.

"Eu só compro cigarro no camelô porque, se eu tenho que morrer, pelo menos eu pago metade do preço pela minha morte", brinca a professora de espanhol Carol Ferreiras, que fuma dois maços por dia.

Dos camelôs, a professora compra um maço de cigarro por R$ 1,10, metade do preço oficial. Mas, apesar da aparente economia, esses cigarros podem representar um custo ainda mais alto para a saúde.

A Associação Brasileira de Combate à Falsificação analisou 45 marcas de cigarros comercializados ilegalmente no Brasil. Em todas elas, encontrou substâncias estranhas, como areia, barbante, insetos e até mesmo penas de aves. Também foram encontrados pesticidas agrícolas proibidos no Brasil.

No entanto, a fumante econômica é um pouco desconfiada desse tipo de informação. "Assisti a uma grande reportagem na TV sobre isso e fiquei pensando:'Será que é verdade ou a industria do cigarro está tentando recuperar sua clientela, como eu?'", questiona Carol.

Claudio Henn, presidente do Sindifumo, não acredita que as pessoas tenham motivos para comprar cigarros de camelôs, já que o produto brasileiro, na sua opinião, não é caro.

"O cigarro brasileiro é barato", afirma Henn. "Se compararmos com outros mercados, como o americano e o europeu, ele é barato. Mas esse cigarro contrabandeado ainda é mais barato, porque sem impostos ele é vendido pela metade do preço."

Propaganda

Os fabricantes de cigarro também se dizem prejudicados pela proibição das propagandas de cigarro nos meios de comunicação de massa.


Henn, do Sindifumo, afirma que o cigarro brasileiro é "limpo"
Claudio Henn reclama que o fumante brasileiro não pode ser informado sobre mudanças nas marcas e sobre novos teores.

"Eu não recomendo ninguem a fumar, é uma opção. O cigarro brasileiro é o mais limpo do mundo, com menor potencial de agroquímicos", afirma o presidente do Sindifumo.

"Eu fumo, e meu médico diz que não tem problema eu continuar fumando."

A indústria brasileira do cigarro quer combater a idéia de que apenas faz um produto prejudicial à saúde.

O Sindifumo aponta ações como reflorestamento, programas de erradicação de trabalho infantil e o compromisso que as indústrias assumem de comprar toda a produção dos agricultores. Para os pequenos produtores, essa é uma vantagem sem igual.

A Souza Cruz também financia vários trabalhos sociais e, curiosamente, não há fumódromo na sede da empresa no Rio de Janeiro.

Clique aqui para ler a especial "O Cigarro em Julgamento"
 
   PNEUMONIA
Tire suas dúvidas sobre a Síndrome Respiratória Aguda Grave.
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias do dia por e-mail.







Notícias relacionadas:
29 de julho, 2002
  'Sem tabaco, seria difícil sobreviver', diz produtor
29 de julho, 2002
  Diagnóstico dificulta tratamento de câncer de pulmão
29 de julho, 2002
  Produtores dizem que dependem do fumo para viver
29 de julho, 2002
  Fumo é responsável por 30% das mortes por câncer
29 de julho, 2002
  Abandonar o vício pode exigir ajuda profissional
Links externos:
Associação Brasileira da Indústria do Fumo
Instituto Nacional de Câncer
Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RS
Souza Cruz
Philip Morris
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC