BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 24 de setembro, 2004 - 09h04 GMT (06h04 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Belga dá à luz após ter ovário congelado
 
A belga Quarda Touirat, que deu à luz após transplante do tecido do ovário
A belga Quarda Touirat, que deu à luz após novo tratamento
Uma paciente de câncer que ficou estéril em razão da quimioterapia conseguiu dar à luz após um tratamento "revolucionário", afirmam médicos da Bélgica.

Tecido do ovário da mulher belga, hoje com 32 anos, foi retirado e congelado há sete anos, antes da quimioterapia, e reimplantado no ano passado.

Ela engravidou naturalmente e deu à luz esta semana na Clínica Universitáiria Saint-Luc, de Bruxelas, segundo a publicação científica The Lancet.

Os pesquisadores dizem que deve-se oferecer o mesmo tratamento a todas as mulheres jovens com câncer.

Milhares de mulheres que sofrem de infertilidade em decorrência do combate ao câncer poderiam voltar a conceber com esse novo procedimento.

Uma porta-voz da clínica belga disse que a mãe, Quarda Touirat, e seu bebê passam bem.

Touirat havia se submetido a quimioterapia para tratar um linfoma de Hodgkin.

Ética

"Nossas descobertas abrem novas perspectivas para jovens pacientes de câncer que sofrem de falha prematura do ovário", disse o professor Jacques Donnez, que comandou o estudo na Universidade Católica de Louvain, em Bruxelas.

Há, porém, discussão ética sobre o eventual uso do mesmo tratamento para vencer a menopausa.

As mulheres nascem com um total de óvulos – normalmente cerca de um milhão – que vão morrendo ao longo da vida até a menopausa, quando sobram muito poucos para garantir a possibilidade de gravidez.

A nova técnica envolve a remoção de uma camada de 1 a 2 milímetros do ovário e cortá-la em partes, que são depois congeladas em nitrogênio líquido a uma temperatura de quase 200 graus Celsius negativos.

O tecido pode ser depois transplantado para qualquer parte do corpo e ainda funcionar.

Os óvulo poderiam depois ser removidos e utilizados num tratamento de inseminação artificial, mas, no caso belga, o tecido foi reimplantado no final das trompas de falópio, possibilitando uma gravidez natural.

 
 
FetoVídeo
Comportamento de feto é revelado por novas imagens.
 
 
Feto dentro do úteroFotos
Ultrasom de última geração revela detalhes da vida no útero.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
LINKS EXTERNOS
 
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade