70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 28 de fevereiro, 2006 - 15h03 GMT (12h03 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Cacau reduz risco de doença cardíaca, diz pesquisa
 
Há questões a favor e contra comer chocolate
Cientistas holandeses descobriram novas evidências de que o cacau faz bem ao coração.

A pesquisa dos cientistas do Instituto Nacional de Saúde Pública e Meio Ambiente de Bilthoven, na Holanda, começou em 1985 e avaliou 470 homens de idade entre 65 e 84 anos.

Durante a pesquisa, 314 homens morreram, 152 deles devido a doenças cardíacas.

Os homens no grupo dos que consumiam muito cacau tinham metade das possibilidades de morrer de doenças do coração.

'Desculpa'

Especialistas britânicos alertam, porém, que a pesquisa não é uma desculpa para sair devorando chocolate.

Na pesquisa dos cientistas holandeses, o risco continuou baixo mesmo quando outros fatores como peso, fumo, níveis de atividade física, ingestão calórica e consumo de álcool foram levados em consideração.

A equipe de cientistas acredita que a redução do risco de doenças cardíacas pode estar ligada ao fato de que o cacau é rico em antioxidantes.

Essas substâncias conseguem limitar os danos aos tecidos provocados pelos químicos altamente reativos conhecidos como radicais livres, liberados nos processos de produção de energia do corpo.

Segundo Cathy Ross, porta-voz da British Heart Foundation, existem evidências de que comer chocolate em pequenas quantidades pode ter efeitos benéficos nos vasos sangüíneos e na redução da pressão arterial.

No entanto, diz ela, o consumo de cacau mais freqüentemente é parte do problema e, não, da solução.

"O cacau é raramente tolerável em grandes quantidades quando cru e, portanto, para consumir a quantidade terapêutica sugerida, seria preciso consumir 100g de chocolate amargo por dia", afirma Ross.

"Isso significaria uma ingestão média de 500 calorias por 100g e uma média de 30% de gordura. Comer menos não produz o mesmo efeito."

"Certamente não estamos sugerindo que as pessoas nunca comam chocolate, todo mundo pode se dar um prazer de vez em quando", disse a porta-voz.

"Mas há maneiras muito melhores de melhorar a saúde do coração."

 
 
Mardi Gras
Nova Orleans celebra 1º Carnaval pós-Katrina; veja.
 
 
Carnaval europeu
Veja imagens da festa em Veneza e outras cidades.
 
 
Refugiados
Projeto reúne fotos feitas por adolescentes asilados na Grã-Bretanha.
 
 
Saúde
Chocolate amargo 'melhora' circulação sangüínea.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Chocolate escuro 'controla diabetes e pressão alta'
22 de março, 2005 | Ciência & Saúde
Jovens comem para 'curar' desilusão amorosa, diz estudo
01 de agosto, 2005 | Ciência & Saúde
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade