BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 15 de agosto, 2006 - 12h43 GMT (09h43 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Aquecimento 'aumenta risco de desastres naturais'
 
incêndio florestal
Incêndios florestais podem se tornar mais frequentes
Cientistas britânicos da Universidade de Bristol afirmam que há uma relação direta entre o aumento da temperatura global e danos ao ecossistema.

Segundo um estudo publicado nos Protocolos da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos (PNAS, na sigla em inglês), as temperaturas em elevação irão aumentar o risco de incêndios florestais, secas e inundações pelos próximos dois séculos.

Nem mesmo a interrupção imediata das emissões nocivas poderá impedir que muitas regiões do planeta sofram um maior risco de desastres naturais, acredita a equipe de pesquisadores.

As projeções são baseadas em dados de mais de 50 modelos climáticos que analisam o impacto do efeito estufa.

Amazônia

Segundo o estudo, a Amazônia, o leste da China, o Canadá e a Eurásia estão entre as regiões que teriam as piores perdas florestais.

Algumas áreas do oeste da África, do sul da Europa e do leste dos Estados Unidos correriam maior risco de falta de água potável e secas, como resultado do aumento das temperaturas.

Os resultados das análises foram agrupados de acordo com o nível de aquecimento global: menos de 2 graus centígrados, entre 2 e 3 graus centígrados e mais de 3 graus centígrados.

A equipe, então, estimou a probabilidade de mudanças na cobertura florestal, na freqüência de incêndios e na oferta de água potável nos próximos 200 anos para cada faixa de temperatura.

Mudança perigosa

"Nós mostramos os riscos cada vez maiores e o aumento das áreas afetadas que estão associados a maiores níveis de aquecimento", afirmou o principal autor da pesquisa, Marko Scholze, do Departamento de Ciências Terrestres da Universidade de Bristol.

"A Organização das Nações Unidas diz que devemos limitar as emissões de gás para evitar mudanças climáticas perigosas. Então, a pergunta é 'o que é uma mudança climática perigosa'. Nesta pesquisa, nós definimos o nível que consideramos perigoso e analisamos a probabilidade de vir a ocorrer", afirmou.

De acordo com a pesquisa, qualquer aumento de temperatura superior a 3 graus centígrados poderia resultar na liberação para a atmosfera do carbono armazenado em determinadas áreas do planeta, aumentando o problema do aquecimento global.

O diretor de Impactos Climáticos do Hadley Centre, Richard Betts, considerou o estudo uma "importante contribuição para o debate sobre os efeitos das mudanças climáticas".

Segundo Betts, a pesquisa foi um importante primeiro passo em direção à quantificação dos riscos de danos associados com determinados níveis de aquecimento global.

O principal autor da pesquisa disse esperar que os resultados respondam algumas das questões de membros mais céticos da comunidade científica em relação à precisão dos modelos climáticos.

 
 
Clima
Mudança é 'real e grave', avaliam especialistas.
 
 
Em números
Gráficos trazem evolução das mudanças climáticas.
 
 
África do SulMudança climática
Fotógrafos registram os efeitos em diversas regiões do mundo.
 
 
Monte no Oregon, foto: Gary Braasch©Mudanças no clima
Fotos comparativas mostram aterações ambientais.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Efeito estufa ameaça Everest e outras maravilhas
16 de março, 2006 | Ciência & Saúde
Nível do mar 'pode subir até 34 cm neste século'
27 de janeiro, 2006 | Ciência & Saúde
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade