BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 01 de setembro, 2006 - 11h03 GMT (08h03 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Sêmen pode elevar propagação de câncer de útero
 
Células uterinas cancerosas
Hormônio ativa as células cancerosas e aumenta o tumor
Uma molécula presente no sêmen pode elevar a velocidade de propagação de câncer de útero e de colo de útero, revela um estudo divulgado nesta sexta-feira.

Por isso, mulheres com um ou outro tipo de câncer devem pedir a seus parceiros que usem preservativo durante as relações sexuais, aconselharam os cientistas do Conselho de Pesquisa Médica da Grã-Bretanha.

Os pesquisadores observaram os efeitos de um hormônio chamado prostaglandina na progressão do câncer de útero e de colo de útero.

A prostaglandina ocorre naturalmente nas células do sistema reprodutivo feminino – é o hormônio que regula a expansão e o encolhimento do útero durante o ciclo menstrual – mas sua presença é mil vezes mais elevada no sêmen.

Tratamento

Eles descobriram que o contato deste hormônio com as células cancerosas eleva a atividade celular, e leva ao crescimento do tumor.

Por esta razão, o coordenador da pesquisa, Henry Jabbour, aconselhou mulheres com risco de câncer de útero e colo de útero a utilizar preservativos durante as relações sexuais com seus parceiros.

Ele disse que a orientação vale também para mulheres que estão apenas sob risco de desenvolver câncer de útero e de colo de útero, já que existe a hipótese de que as células pré-cancerígenas também tenham receptores de prostaglandina.

“O estudo destaca o potencial de uma nova terapia que combata as duas possíveis fontes de prostaglandina – aquelas produzidas naturalmente pela mulher e aquelas introduzidas no corpo pelo sêmen”, afirmou o pesquisador.

Para o professor da organização britânica Cancer Research UK, John Toy, o estudo é “interessante, mas de pouca relevância para mulheres já diagnosticadas com câncer de útero e colo de útero, que já estão recebendo tratamento adequado”.

"A probabilidade de que sexo sem proteção afete esse tratamento é pequena", disse o professor.

Ele acrescentou que a melhor estratégia para prevenir o desenvolvimento do câncer é fazer os testes conhecidos popularmente como exame de Papanicolaou.

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Chá é mais saudável do que água, diz estudo
24 de agosto, 2006 | Ciência & Saúde
Planta usada por celtas pode ajudar no combate ao câncer
14 de agosto, 2006 | Ciência & Saúde
Calor pode ajudar no combate ao câncer
26 de julho, 2006 | Ciência & Saúde
EUA aprovam vacina contra câncer cervical
09 de junho, 2006 | Ciência & Saúde
Tumores 'podem sabotar sistema imunológico'
29 de maio, 2006 | Ciência & Saúde
Gengibre pode combater câncer de ovário, diz estudo
17 de abril, 2006 | Ciência & Saúde
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade