BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às:
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Canhotos pensam mais rápido, diz pesquisa
 
A tenista canhota Martina Navratilova
A canhota Martina Navratilova seria prova de que conclusão é correta
Uma pesquisa feita na Austrália indica que pessoas canhotas pensam mais rápido quando estão praticando certas atividades, como esportes ou jogando jogos de computador.

O estudo, da Universidade Nacional Australiana, indica que a transferência de informações entre os lados (ou hemisférios) direito e esquerdo do cérebro são mais rápidas em canhotos.

Nick Cherbuin, cientista que liderou a pesquisa, explicou que as pessoas tendem a usar os dois hemisférios para tarefas muito rápidas ou muito difíceis, e para tarefas que exigem muita informação, como jogos de computador, dirigir em ruas e estradas lotadas ou esportes.

No estudo, divulgado na revista especializada Neuropsychology, Cherbuin estabeleceu o tempo de transferência entre os dois lados do cérebro medindo os tempos de reação a pontos brancos que piscavam dos lados esquerdo e direito de uma cruz.

O pesquisador comparou estes resultados com a capacidade dos participantes de realizarem uma tarefa, encontrar letras semelhantes nos campos visuais da esquerda e da direita da cruz. Para isso seria necessário o uso dos dois lados do cérebro ao mesmo tempo.

Os testes nos 80 voluntários canhotos mostraram que há uma forte correlação entre a rapidez com que a informação era transferida entre os hemisférios direito e esquerdo do cérebro e a rapidez com que os voluntários localizavam as letras semelhantes.

Quando os testes foram repetidos em 20 voluntários canhotos, os pesquisadores descobriram que, quanto maior era a tendência da pessoa em usar a mão esquerda, melhor ela era em processar a informação pelos dois lados do cérebro.

”Bicerebrais”

Indivíduos extremamente canhotos eram 43 milésimos de segundo mais rápidos do que destros para localizar letras semelhantes nos campos visuais da esquerda e da direita.

"Estas descobertas confirmam nossa previsão de crescente eficiência da interação hemisférica à medida que o indivíduo é um canhoto mais extremo", disse Nick Cherbuin.

Mas o pesquisador acrescentou que não há um padrão claro de diferenças entre as pessoas que são extremamente canhotas, as pessoas que são ambidestras e os destros.

O psicólogo britânico Steve Williams afirmou que canhotos tendem a usar melhor os dois lados do cérebro.

"Sempre foi dito que canhotos são diferentes de destros (...). Isto parece ser a prova de que canhotos usam os dois lados do cérebro para linguagem, eles são mais bicerebrais. São mais rápidos pois precisam usar mais vezes os dois lados do cérebro", afirmou.

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Canhotos são melhores de briga, diz estudo
08 de dezembro, 2004 | Ciência & Saúde
Casais dobram cabeça para a direita ao se beijar, diz estudo
13 de fevereiro, 2003 | Ciência & Saúde
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade