BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Copa do mundo
Copa do mundo
18 de junho, 2002 - Publicado às 14h45 GMT
Coréia do Sul elimina a Itália com gol na morte súbita
Buffon pula no canto certo após cobrança de Jung-hwan
Buffon pula no canto certo após cobrança de Jung-hwan

Itália 1 x 2 Coréia do Sul

A anfitriã Coréia do Sul venceu a Itália de virada por 2 a 1 com um gol na morte súbita e eliminou a tricampeã mundial da Copa do Mundo, de forma emocionante, nesta terça-feira, em Daejeon.

O gol da classificação sul-coreana foi marcado aos 12 minutos do segundo tempo da prorrogação pelo atacante Jung-hwan, jogador do Perugia, da Itália, e que havia perdido um pênalti no início do jogo.

A Itália abriu o placar no primeiro tempo, e o empate da Coréia do Sul ocorreu aos 43 minutos da segunda etapa. O gol que levou o jogo para a prorrogação foi marcado pelo atacante Ki-hyeon.

A Coréia do Sul, última seleção a passar para as quartas-de-final, enfrentará a Espanha em Gwangju, no sábado, às 7h30 (horário de Brasília).

O jogo

Com o resultado, os sul-coreanos são os únicos anfitriões que ainda disputam a Copa. O Japão foi eliminado horas antes do confronto entre Itália e Coréia do Sul, ao perder de 1 a 0 para a Turquia.

O resultado lembrou os italianos do seu destino na Copa de 1966, quando outra seleção de coreanos, a Coréia do Norte, também venceu a Itália nas oitavas-de-final, por 1 a 0.

Empurrada por 40 mil torcedores - a grande maioria vestida de vermelho -, a Coréia do Sul começou o jogo no ataque.

O juiz marcou pênalti contra os italianos aos quatro minutos do primeiro tempo, quando Panucci agarrou a camisa de um sul-coreano no cruzamento para a área.

Jung-hwan bateu no canto direito de Buffon, que saltou para espalmar para escanteio. Esse foi o segundo pênalti perdido pela Coréia do Sul e o quinto defendido por goleiros no tempo normal de jogo nesta Copa.

Aos 18 minutos, a Itália respondeu. Vieri, no primeiro pau, aproveitou o escanteio que veio da esquerda para, de cabeça, fazer 1 a 0.

Com o dedo indicador junto à boca, Vieri comemorou pedindo silêncio à torcida sul-coreana, que lotava o estádio e vaiava os italianos cada vez que eles tinham a posse da bola.

O atacante marcou quatro dos cinco gols italianos neste Mundial.

A Itália defendeu melhor do que nos jogos da primeira fase. A marcação no meio limitou o espaço para que o veloz time sul-coreano criasse jogadas de ataque.

No segundo tempo, a Coréia do Sul continuou com bom domínio da posse de bola, mas não conseguia furar o bloqueio defensivo italiano.

Aos 15 minutos da da etapa final, o técnico Govanni Trapattoni tirou o atacante Del Piero e colocou o meia Gattuso para fechar ainda mais o meio.

Virada

Nos dez minutos finais, os sul-coreanos intensificaram a pressão com bolas levantadas para a área.

Na única falha da defesa italiana durante o tempo normal, Panucci rebateu uma bola dentro da área nos pés do atacante Ki-hyeon, que, aos 43 minutos, marcou o gol de empate da Coréia do Sul e levou o jogo para a prorrogação.

Os sul-coreanos pressionaram mais pelo gol na morte súbita. A situação ficou pior para a Itália, quando Totti tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso por simular um pênalti.

Faltando três minutos para o fim da prorrogação, a pressão dos sul-coreanos deu resultado, e Jung-hwan marcou seu segundo gol de cabeça na Copa e o gol da classificação sul-coreana

Em 1966, a Itália foi eliminada da Copa na primeira fase, depois de perder de 1 a 0 para a Coréia do Norte.

Mande sua análise sobre essa partida para a BBC Brasil. Clique aqui para conhecer a promoção

Ficha técnica:

Coréia do Sul: Woon-jae; Jin-Cheul, Tae-Young (Sun-hong), Myung-bo; Nam-il (Chun-soo), Sang-chul, Young-pyo, Ji-sung, Chong-gug (Doo-ri); Jung-hwan, Ki-hyeon

Itália: Buffon; Coco, Maldini, Iuliano, Panucci; Zambrotta (Di Livio), Tommasi, Zanetti; Totti; Del Piero (Gattuso), Vieri

Gol: Vieri (18 do 1º); Ki-hyeon (43 do 2º) e Jung-hwan (12 do 2º da prorrogação)

Cartão vermelho: Totti (I)

Cartões amarelos: Tae-young, Chong-gug, Chun-soo, Jin-Cheul (C); Coco, Totti, Tommasi, Zanetti (I)

Juiz: Byron Moreno (Equador)

Local: Daejeon

Clique aqui para ler especial sobre a Copa do Mundo
 
   HERÓIS DAS COPAS
Conheça os grandes craques do passado e vote no melhor da história.
   OS CRAQUES
Saiba mais sobre os principais jogadores da primeira Copa na Ásia.




Um continente atrás da bola
História
De 1930 a 1998, os momentos mais marcantes das Copas.

  <b>História</b>
<br>De 1930 a 1998, os momentos mais marcantes das Copas.
<br>
<br>

Notícias relacionadas:
17 de junho, 2002
  Sul-coreanos lutam por últimos ingressos para partida
17 de junho, 2002
  Del Piero deve ser titular contra a Coréia do Sul
13 de junho, 2002
  Itália fica no 1 a 1 com o México e se classifica
13 de junho, 2002
  Itália empata no final e segura resultado
14 de junho, 2002
  Coréia do Sul vence por 1 a 0 e elimina Portugal
Links externos:
Copa do Mundo de 2002
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC