BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Copa do mundo
Copa do mundo
30 de junho, 2002 - Publicado às 07h22 GMT
Brasil e Alemanha fazem tira-teima histórico
Scolari dá instruções no último treino (Foto: AP)
Scolari dá instruções no último treino (Foto: AP)

Asdrúbal Figueiró, enviado especial a Yokohama

Quando entrarem em campo na decisão da Copa do Mundo neste domingo às 8h (20h, horário local), em Yokohama, Alemanha e Brasil estarão jogando pelo título e pela quebra de várias marcas históricas.

O Brasil, única seleção com quatro títulos mundiais, tenta o feito inédito de vencer pela quinta vez.

Se perder, o Brasil fica sem o quinto título e perde também o direito de dizer que é o único com quatro vitórias em Copas.

É também a primeira vez que as duas equipes – as de maior sucesso no futebol mundial do pós-Guerra – se enfrentam em uma Copa.

Trajetória


O goleiro alemão Oliver Kahn em treino
A Alemanha também briga pelo feito de se tornar a primeira seleção européia a vencer fora do continente.

Se conquistar o título, o Brasil manterá a marca inédita de ter vencido Copas em todos os continentes em que foram disputadas.

Brasil e Alemanha chegam à final da Copa do Mundo, apesar de desacreditadas antes do início da competição.

O Brasil só garantiu a classificação na última rodada das eliminatórias, e a Alemanha teve de disputar a repescagem contra a Ucrânia para chegar à competição.

Caminho livre









Nós dois estávamos com a corda no pescoço (nas eliminatórias)
Luiz Felipe Scolari
“Nós dois estávamos com a corda no pescoço”, disse recentemente o técnico brasileiro, Luiz Felipe Scolari, referindo-se a ele e a Rudi Völler, o técnico alemão.

Brasil e Alemanha também conquistaram o direito de disputar o título sem ter enfrentado nenhum dos favoritos que estavam em seus caminhos.

Pelo lado alemão, Itália e Portugal, duas das favoritas ao título, foram eliminadas pela Coréia do Sul – a Itália, em parte, graças a erros da arbitragem.

Até a Espanha – que vinha fazendo uma boa campanha – foi tirada do caminho alemão, novamente pela Coréia do Sul e mais uma vez com uma “mão” da arbitragem.

Eficiência


Juninho e Rivaldo treinam antes da final
O Brasil já começou a Copa em situação de vantagem – em um dos grupos mais fáceis do torneio.

Argentina e França – que lideravam todas as apostas sobre candidatas ao título – foram ambas desclassificadas na primeira fase.

No caminho para o título, a única equipe de tradição enfrentada pelo Brasil foi a Inglaterra, nas quartas-de-final.

De qualquer forma, os dois times aproveitaram o caminho fácil e fizeram a sua parte.

Diferenças

O Brasil ganhou todos os jogos, marcou 15 gols e sofreu quatro.

A Alemanha marcou 14 gols – oito deles, em uma única partida, contra a Arábia Saudita – e concedeu apenas um, no único empate da equipe, contra a Irlanda.

A maneira pela qual cada seleção saiu do inferno das eliminatórias e chegou ao sonho da final foi diferente.

Rudi Völler montou uma equipe forte na defesa, de jogo coletivo e sem grandes estrelas – até porque ele não as tinha.

Estereótipos

“É um time frio, calculista”, definou Scolari.

O Brasil é o oposto: forte no ataque, mas não tanto na defesa, e fortemente dependente do desempenho das estrelas Rivaldo, Ronaldo e do ascendente Ronaldinho Gaúcho, como admite o próprio Scolari.

“O que vai decidir vai ser uma improvisação lá dentro de campo”, disse Scolari, antes mesmo da partida contra a Inglaterra.

Os estereótipos da “criatividade sul-americana” e da “disciplina” européia – e mais especificamente alemã – não estão em jogo.


 
   HERÓIS DAS COPAS
Conheça os grandes craques do passado e vote no melhor da história.
   OS CRAQUES
Saiba mais sobre os principais jogadores da primeira Copa na Ásia.




Um continente atrás da bola
História
De 1930 a 1998, os momentos mais marcantes das Copas.

  <b>História</b>
<br>De 1930 a 1998, os momentos mais marcantes das Copas.
<br>
<br>

Notícias relacionadas:
28 de junho, 2002
  Bola aérea alemã preocupa a Seleção Brasileira
28 de junho, 2002
  Kahn diz 'pressentir' que a Alemanha será campeã
28 de junho, 2002
  Pelé aposta no Brasil, mas teme determinação alemã
28 de junho, 2002
  Brasil tem seus quatro 'Rs' na seleção da Copa
27 de junho, 2002
  Scolari afirma que já se imagina campeão do mundo
Links externos:
Copa do Mundo de 2002
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC