BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Cultura
Cultura
01 de março, 2002 - Publicado às 19h30 GMT
NY vê 'Brasil desesperançado' de Sérgio Bianchi
Cena do filme 'Romance', de Sergio Bianchi
Cena do filme 'Romance', de Sergio Bianchi

Bruno Garcez

A cidade de Nova York verá, a partir desta sexta-feira, imagens de um Brasil que nada tem de cartão postal.

Trata-se da mostra Taking No Prisoners: The Films of Sérgio Bianchi, que acontece até 7 de março no Lincoln Center, uma das mais prestigiadas salas de exibição alternativas nova-iorquinas.

A mostra reúne a filmografia quase completa do cineasta paranaense Sérgio Bianchi - ficaram de fora só dois curtas do início de sua carreira.

O último cineasta brasileiro a ganhar uma mostra no Lincoln Center foi Nelson Pereira dos Santos, em 1995.

Longe de Hollywood

Autor de filmes como Cronicamente Inviável e Romance, Sérgio Bianchi expõe em suas obras uma visão extremamente crítica do país, sem recorrer ao que ele considera um final hollywoodiano.

Cronicamente Inviável(2000), o filme mais recente do cineasta é um bom exemplo de seu cinema provocador.

O filme não poupa ninguém, nem mesmo o desiludido intelectual que protagoniza o filme. Ao final, descobrimos que ele está envolvido no comércio ilegal de órgãos.


"Meus filmes não fazem parte da forma de fazer cinema hollywoodiana, com esperança ao final."
Sérgio Bianchi
A produção é um retrato sombrio do que Bianchi julga ser o Brasil atual. Há prostituição, mendicância, marginalidade, violência policial e miséria.

Mas Bianchi diz que não se julga cético em relação ao futuro do país. "Sou realista e muito irônico", afirma o cineasta. Julgá-lo pessimista seria, portanto, sinal de incompreensão de sua obra.

"Meus filmes não fazem parte da forma de fazer cinema hollywoodiana, com esperança ao final", diz o diretor.

Mas como Bianchi acredita que o público americano reagirá ao seu cinema sem final feliz?

"Eles reagem com sentimento de culpa. Se sentem um pouco chocados. Uns ficam entristecidos, outros querem começar uma revolução."

"Filmografia importante"

Mas Sérgio Bianchi não é um estranho ao público americano. Cronicamente Inviável foi exibido com sucesso de crítica no Festival de Cinema de Nova York, em 2000.

Richard Peña, o diretor de programação da Film Society, que organiza a mostra de Bianchi, disse ter conhecido o trabalho do cineasta ainda em 1983.

"Vi o documentário Mato Eles(1982), sobre a situação dos índios no Brasil. Guardei o seu nome , depois me impressionei muito com Romance (1988), convidei-o para participar de um festival que organizamos com diretores novos", conta Peña.

Após Cronicamente Inviável ter sido exibido com sucesso no Festival de Cinema de Nova York, em 2000, Peña disse ter se convencido de que era o momento para realizar uma mostra de Bianchi.

"Sua filmografia é mais importante do Brasil atualmente. É um cinema polêmico, que precisa dialogar com o público. Possui um elo com com o grande momento do cinema brasileiro, nos anos 60", diz Peña.

Bianchi, por sua vez, não nega seu elo com o cinema brasileiro dos anos 60, mas faz uma ressalva. "Meus filmes são ainda mais políticos do que os do cinema novo."

O diretor está preparando mais um filme e adianta os detalhes da produção com a ironia habitual.

"Vai ser um filme somente com pessoas boas. Mostra a elite brasileira que faz parte de organizações filantrópicas e compara esse sistema de ganhar dinheiro em cima dos pobres com a escravatura."
  [an error occurred while processing this directive]

Links externos:
Mostra de Sergio Bianchi no Lincoln Center (em inglês)
Site do filme 'Cronicamente Inviável' (em inglês)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC