BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Cultura
Cultura
24 de abril, 2003 - Publicado às 19h55 GMT
La Fura dels Baus exibe 'pornô made in Minas' em Londres
Teresa Vallejo (à esq.) e Sonia Segura, na peça
Teresa Vallejo (à esq.) e Sonia Segura, na peça

Bruno Garcez

"XXX" é o código usado para classificar os filmes pornográficos mais "hardcore", cuja ousadia muitas vezes beira a ilegalidade. É também o título do mais recente espetáculo da trupe teatral catalã La Fura dels Baus.

A peça já passou pela Espanha, Itália, Alemanha – onde chegou a ter sua exibição cancelada devido à pressão de grupos cristãos – e estreou em Londres nesta quarta-feira.

Na estréia londrina de XXX, grupos religiosos exibiam cartazes condenando o suposto sadismo do espetáculo, em frente ao Riverside Studios, sede do teatro em que a peça está sendo exibida.

No dia seguinte, tablóides, como o Evening Standard, exibiam manchetes do tipo: "Choque com sexo ao vivo no palco". Curiosamente, a peça, que exibe cenas de sexo, foi concebida no Brasil – mais especificamente na recatada Minas Gerais.

Laboratório

"Este espetáculo nasceu no ano 2000, em Minas Gerais, Belo Horizonte, onde estávamos participando de um festival teatral (o Encontro Mundial das Artes Cênicas, que mesclava oficinas e espetáculos)", conta o diretor Carlos Padrissa.

"Lá, fizemos um teste de elenco com um ator e uma atriz pornográficos de Minas". A idéia de um teste de elenco é a premissa inicial da peça, quando a jovem Eugénie (Sonia Segura) responde a um anúncio para participar de um filme erótico.

Elenco tira a roupa e simula cenas de sexo

A pornografia de XXX, baseada em Filosofia na Alcova, do Marquês de Sade, não se limita ao texto, que descreve a iniciação sexual de uma jovem na mão de um grupo de devassos.

Cenas de sexo explícito protagonizadas por atores pornô verdadeiros são projetadas em telões ao fundo do palco. Mas as situações eróticas vistas na peça não envolvem sexo explícito, garante o elenco.

"Usamos imagens pré-gravadas e próteses para simular penetração real. Trabalhamos muito tempo com atores pornográficos e gravamos com eles cenas em vídeo que são mostradas no espetáculo", conta o ator Pedro Gutiérrez, que vive Dolmancé, o devasso-mór da peça.

"É impossível encenar algo baseado no Marquês de Sade que não contenha cenas de sexo. Ele usa o sexo para discutir filosofia, política e religião", acrescenta o ator.

Formação

Segundo Teresa Vallejo, que vive Madame, a mulher de meia-idade que atrai a jovem Eugénie para o convívio do trio de devassos, o espetáculo exigiu muito do trio de atores que o encena.


É um espetáculo muito pobre. Hoje em dia, é possível ver coisas mais impressionantes em clubes de fetichistas. Penetração não equivale a arte.
Andre Semenza, suíço, espectador
"Foi difícil, já que não sou uma atriz pornô. Minha formação é de teatro clássico e dança. O processo todo durou seis meses, o tempo necessário para que o elenco se adaptasse. E o resultado final só se deu porque havia grande respeito e amizade entre nós."

O suposto choque gerado pelo espetáculo, tão propalado pelos tablóides britânicos, foi questionado por alguns dos espectadores ouvidos pela BBC Brasil ao final da noite de estréia.

"Sempre gostei do Fura, mas me decepcionei profundamente. Foi uma masturbação teatral de artistas que estão ficando velhos. Poderia chocar nos anos 60, mas agora é algo datado", disse a atriz brasileira Fernanda Lippi.

Gostei de várias peças deles e desta também. É interessante a forma como expõem a maneira pela qual o sexo está se tornando virtual nos dias atuais.
Silvia Montes, espanhola, espectadora

Seu marido, o cineasta suíço Andre Semenza, concordou: "É um espetáculo muito pobre. Hoje em dia, é possível ver coisas mais impressionantes em clubes de fetichistas ou nas obras do artista Franko B., que derrama seu sangue de verdade, mas faz arte. Penetração não equivale a arte".

Já uma conterrânea da companhia teatral aprovou a encenação. "Já vi várias peças deles e também gostei desta. É interessante a forma como expõem a maneira pela qual o sexo está se tornando virtual nos dias atuais", disse a galerista espanhola Silvia Montes.

Impacto

Entre o público britânico, o impacto da peça, para o bem ou para o mal, parece ter sido maior. "Com XXX, eles trouxeram novos elementos. Como na seqüência em que uma refeição é servida no corpo de uma atriz. O canibalismo é usado para trazer uma mensagem anticapitalista", filosofou Ingrid Guerrero.

É uma peça extremamene pedagógica. Ela não busca fazer com que você fique excitado enquanto a assiste, mas sim que depois, em casa, com sua companheira, você possa se abrir e refletir.
Carlos Padrissa, diretor

Já Simon Brown, que acompanhava Ingrid, não saiu com idéias tão claras sobre o espetáculo. "Achei perturbador, mas se a idéia era apresentar o sexo de uma forma positiva, acho que não funcionou. Acabou sendo o contrário."

De acordo com o diretor Carlos Padrissa, o sexo retratado no espetáculo tem um caráter didático. "É uma peça extremamene pedagógica. Ela não busca fazer com que você fique excitado enquanto a assiste, mas sim que depois, em casa, com sua companheira, você possa se abrir e pensar sobre ela".

Para apreciar a pedagogia de XXX, é preciso, no entanto, ter estômago forte.
  [an error occurred while processing this directive]

Notícias relacionadas:
23 de maio, 2002
  Festival de performances inclui automutilação
Links externos:
La Fura Dels Baus (em catalão e em inglês)
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC