Internet

TV alemã revela ter feito vídeo de Michael Jackson ‘vivo’

Cena de video forjado mostrando Michael Jackson vivo

No vídeo, "Michael Jackson" aparece descendo de furgão

No vídeo, "Michael Jackson" aparece descendo de furgão

Ampliar imagem

Uma rede de TV alemã revelou ser responsável por um vídeo que afirmava mostrar o cantor Michael Jackson vivo semanas após sua morte, dizendo que esta foi uma experiência para mostrar o quão rapidamente informações falsas e teorias da conspiração podem ser perpetuadas pela internet.

Produzido pela rede RTL, o vídeo foi divulgado no site YouTube por apenas um dia, há uma semana, tendo sido acessado 880 mil vezes. A emissora removeu o vídeo do YouTube, mas outros sites ao redor do mundo o reproduziram.

"Queríamos mostrar o quão facilmente usuários podem ser manipulados na internet com vídeos fraudulentos", disse o porta-voz da RTL Heike Schultz. "Portanto, criamos esse vídeo de Michael Jackson vivo, apesar de todo mundo saber que ele já está morto, e a reação foi de tirar o fôlego".

Michael Jackson morreu no dia 25 de junho em Los Angeles.

A RTL exibiu o making of do vídeo para mostrar como a fraude foi feita. O vídeo, de pouco mais de 20 segundos, mostra um furgão que entra no que parece ser a garagem de um prédio. Após estacionar, o motorista abre a porta traseira do veículo – que traz escrita a palavra coroner (legista, em inglês) na traseira -, deixando passar uma pessoa de aparência frágil que protege o rosto.

Ambos entram a seguir por uma porta, deixando a garagem.

A placa do veículo leva o mesmo número que a do furgão que transportou o corpo de Jackson no dia de sua morte.

Repercussão

O vídeo já foi visto por milhares de pessoas no site YouTube. Só nas primeiras 24 horas após sua divulgação, foi assistido 140 mil vezes.

O making of da filmagem foi exibido no programa Explosiv, da rede alemã RTL.

“Nós mesmos nos surpreendemos com a rapidez da repercussão do vídeo”, disse à BBC Brasil Heike Schultz, porta-voz da RTL. “Na internet, foram registrados mais de 3,5 milhões de comentários sobre o vídeo”, acrescentou.

Alguns fãs de Michael Jackson se incomodaram com a brincadeira usando a imagem do ídolo.

A emissora, entretanto, destaca que não teve o intuito de ofender os admiradores do cantor.

“Escolhemos Michael Jackson porque, para esse experimento, tínhamos que lidar com um tema atual e de alcance mundial. Mas poderíamos ter optado por um outro personagem, se o momento fosse outro”, disse Schultz.

“Não tivemos a intenção de ofender ninguém, nem de manipular ou confundir as pessoas, por isso a RTL retirou o vídeo da internet poucas horas depois”, afirma.

A RTL lembra que divulgou um comunicado de imprensa informando sobre a falsidade do filme, pouco antes de colocar o clipe na internet.

Mesmo assim, alguns veículos europeus abordaram o assunto, especulando sobre uma suposta encenação da morte do artista.

Entre eles estão o britânico Daily Telegraph e o tablóide alemão Bild.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.