BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 02 de junho, 2004 - 13h50 GMT (10h50 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Paul McCartney admite ter usado heroína e cocaína
 
McCartney fez admissão em entrevista a revista britânica
McCartney fez admissão em entrevista a revista britânica
O ex-beatle Paul McCartney revelou ter tomado heroína e cocaína, no auge do sucesso de sua lendária banda.

Em entrevista à revista britânica Uncut, McCartney disse que não sabia que havia provado heroína. "Não me dei conta de que havia usado. Me deram algo para fumar, e eu fumei. Mas não me afetou em nada", afirmou.

O ex-beatle disse também ter usado cocaína "por cerca de um ano", mas acrescentou "nunca ter sido louco" pela droga.

De acordo com o cantor e compositor, as drogas ofereciam "informações" para muitas canções dos Beatles.

McCartney contou que Got To Get You Into My Life "era sobre maconha, mas ninguém sacou na época" e que Day Tripper era sobre ácido lisérgico.

O ex-beatle acrescentou ser "bem óbvio" que Lucy in the Sky with Diamonds tratava de LSD e que outras faixas dos Beatles faziam "sutis alusões" a drogas.

Influência das drogas

Mas McCartney afirmou também ser "fácil superestimar" a influência das drogas na música dos Beatles.

"Praticamente todo mundo estava usando alguma coisa. Conosco, não foi diferente. Mas nós dávamos importância demais às nossas composições para estragar tudo ficando loucos o tempo todo", afirmou.

O ex-beatle disse ter tido sorte de não ter se tornado um consumidor regular de heroína. Ele afirmou ainda que os "altos e baixos" que sofria ao usar cocaína o induziram a parar de usar a droga.

Segundo o ex-beatle, o consumo de drogas pelos membros da banda começou nos primeiros anos da banda, "quando haiva várias pílulas em circulação".

McCartney contou que ele e John Lennon fumavam até chá, que colocavam dentro de um cachimbo, enquanto compunham as primeiras músicas dos Beatles.

Prisão

O consumo de drogas de McCartney foi tema de manchetes mundiais quando ele foi preso por dez dias em 1980 no Japão, durante uma turnê pelo país, após terem encontrado 225 gramas de maconha em sua bagagem.

Na entrevista, o ex-beatle conta que estava em Nova York com "um fumo muito bom". "Estávamos prestes a ir para o Japão e eu não sabia se conseguiria fumar alguma coisa por lá. O negócio era bom demais para jogar na privada, então eu resolvi levar comigo".

O ex-beatle admitiu, no entanto, que essa foi uma das coisas mais "burras que já fiz na vida". McCartney diz não fumar mais maconha hoje em dia.

 
 
Paul McCartneyBoicote
Paul McCartney veta marca Rock in Rio no seu show.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
LINKS EXTERNOS
 
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade