http://www.bbcbrasil.com

16 de agosto, 2006 - 13h46 GMT (10h46 Brasília)

Justiça alemã vai 'observar' show de Madonna

Promotores de Justiça alemães pretendem acompanhar o show da cantora Madonna no país para determinar se a simulação de uma crucificação pode ser considerada um insulto às crenças religiosas.

A parte do show em que a artista aparece em uma cruz, com uma coroa de espinhos na cabeça, provocou controvérsia em vários países.

Os promotores públicos disseram que não irão enviar observadores ao evento e que irão basear-se em relatos da mídia para tomar uma decisão.

Madonna se apresenta em Düsseldorf no próximo domingo.

'Profanação'

Líderes religiosos afirmaram ser contra a simulação, que a cantora diz ser parte de um apelo para entidades beneficentes que cuidam de pacientes com AIDS.

O cardeal Ersilio Tonino, que falou com a aprovação do papa, classificou o show de "desafio blasfemo à fé" e uma "profanação à cruz".

Ele também pediu para que Madonna, que foi criada na religião católica, fosse excomungada.

Líderes muçulmanos e judeus em Roma também se manifestaram contra a performance antes do show realizado por ela em Roma, no dia 6 de agosto.

Mesmo assim, a simulação da crucificação foi incluída no espetáculo.

A porta-voz de Madonna, Liz Rosenberg negou que o show da artista seja ofensivo.

"O contexto de Madonna no crucifixo não é negativo nem desrespeitoso à igreja", disse.