BBC World Service LogoHOMEPAGE | NEWS | SPORT | WORLD SERVICE
Portuguese Pesquisa na BBC Brasil
 
Primeira Página
Saúde &
Tecnologia
Economia
Cultura
Especial
Fórum
Aprenda inglês
ÁUDIO
Dois minutos pelo mundo
Notícias
Mundo Hoje
De Olho
no Mundo
Programação
Como Sintonizar
SERVIÇOS
Parceiros
Sobre a BBC
Expediente
Página simplificada
Fale com a gente
Empregos
E-manchetes
LÍNGUAS
Espanhol
Português para a África
Árabe
Chinêês
Persa
Hindi
Urdu
BBC News
BBC Sport
BBC Weather
 Você está em: Economia
10 de dezembro, 2002 - Publicado às 11h30 GMT
Desemprego sobe para nível recorde na América Latina
Argentina tem o maior desemprego da região
Argentina tem o maior desemprego da região

O índice de desemprego na América Latina e no Caribe aumentou para o nível recorde de 9,2% nos primeiros nove meses deste ano, de acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

De acordo com a OIT, o aumento do desemprego é explicado pelas políticas duras implementadas para enfrentar a desaceleração econômica mundial e a forte recessão que afeta alguns países da região.

A previsão da OIT é que, no ano todo, o índice fique em 9,3%, um ponto percentual acima do índice do ano passado.

Nos primeiros noves meses do ano passado e o mesmo período deste ano, o desemprego aumentou de 6,2% para 7,3% no Brasil, de 13,9% para 15,5% na Venezuela, de 15,4% para 16,5% no Uruguai, e de de 2,4% para 2,8% no México.

Argentina é o pior

Mas o caso mais grave é da Argentina, onde o índice aumentou de 16,4% entre janeiro e setembro do ano passado para 21,5% no mesmo período deste ano.

Em alguns países o índice caiu, como no Equador, Colômbia, El Salvador, Panamá e Chile.

Nas áreas urbanas, 17 milhões de pessoas perderam o emprego na América Latina e no Caribe neste ano, o número mais elevado dos últimos 22 anos, maior inclusive do que durante a recessão dos anos 80.

O relatório informa ainda que os empregos disponíveis tiveram remuneração pior do que em anos anteriores.

O relatório Panorama do Mercado de Trabalho 2002 antecede a 15ª reunião da OIT na América Latina, que vai durante uma semana, discutir o impacto da globalização no "tabalho decente" e as saídas produtivas para superar a crise econômica que atinge a região.

A OIT espera uma melhora geral para o próximo ano, com os índices de desemprego recuando para níveis mais próximos aos da década passada.
 
   E-MANCHETE
Assine o serviço da BBC Brasil para receber as principais notícias por e-mail.







Notícias relacionadas:
06 de dezembro, 2002
  Desemprego aumenta para 6% nos Estados Unidos
04 de dezembro, 2002
  Desemprego alemão cresce e atinge 4,05 milhões de pessoas
Links externos:
OIT
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
BBC World Service Logo ^^Volta ao início da página
Primeira Página | Saúde & Tecnologia | Economia | Cultura | Especial
Fórum | Aprenda inglês
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Programação | Como Sintonizar
Parceiros | Sobre a BBC