BBC Online Network Fale com a gente
O Mundo Hoje
Especial
BBC e Você
Ivan Lessa
Sobre a BBC
Aprenda inglês

BBC Rádio
Programação
De Olho no Mundo
Como sintonizar
06 de dezembro, 1999 Publicado às 12h00 GMT
Especial Rodada do Milênio

OMC fracassa em Seattle


Protestos, gás e cassetete: apenas o lado mais visível do fracasso da conferência

A semana passada foi desastrosa para a Organização Mundial do Comércio.

Esperava-se que a reunião ministerial da OMC, realizada em Seattle, criasse uma nova era para o livre comércio em escala mundial.

Ao invés disso, as pessos vão lembrar da conferência da OMC por causa de protestos violentos, gás lacrimogêneo e tiros com balas de borracha.

Há um consenso dentro e fora dos Estados Unidos que a conferência da OMC foi um fracasso dentro e fora do centro de convenções.

As críticas mais duras contra a conferência vieram dos países em desenvolvimento.

Eles se sentiram excluídos das negociações e acusam os países ricos de cuidar apenas de seus próprios interesses.

A estrutura da OMC também foi bastante criticada.

As discussões foram conduzidas de forma privada, em pequenos grupos, por representantes de um pequeno número de países.

A novidade e a complexidade de muitos dos temas colocados em debate também foi responsável pelo desapontamento.

Os temas incluíram o quanto os países industrializados podem exigir em termos de condições dos trabalhadores nos países pobres, o quanto se pode exigir medidas para se proteger o meio ambiente sem se tornar uma barreira para o comércio e se deveria existir livre comércio para a bio-tecnologia e alimentos geneticamente modificados.

Protecionismo à vista

Como explica o enviado especial da BBC a Seattle, Paulo Sotero, o fracasso da conferência deverá provocar uma pausa no movimento de liberalização do comércio mundial.

O correspondente da BBC Paulo Sotero, em Seattle: um fracasso americano

Consequentemente, tem-se pela frente um momento propício para o avanço das forças protecionistas e dificuldades para os países em desenvolvimento.

Esses países que necessitam da abertura dos mercados dos Estados Unidos e da União Européia para poder garantir espaço para o crescimento de suas exportações e do seu desenvolvimento econômico.

Além disso, a inviabilização das propostas da conferência foi um grande golpe para a política externa dos Estados Unidos.

Iniciar a rodada do milênio, ou seja, uma nova rodada de liberalizações para o comércio mundial, era um objetivo central da política externa norte-americana.

Repercussão

O fracasso das negociações da Organização Mundial de Comércio em Seattle para lançar esta rodada repercutiu fortemente na Europa.

Os principais jornais britânicos desta segunda-feira continuam dando grande destaque à reunião de Seattle.

Segundo o jornal The Times, os países da União Européia responsabilizam os Estados Unidos pelo fracasso das negociações.

O governo americano, de acordo com o jornal, teria sido inflexível na defesa dos seus próprios interesses comerciais.


Nesta seção

07 Dez 99
A anatomia de um fracasso

06 Dez 99
OMC fracassa em Seattle

02 Dez 99
Pessoas têm de ser ouvidas, diz Clinton

01 Dez 99
Seattle decreta estado de emergência

01 Dez 99 | Em imagens
A Batalha de Seattle

30 Nov 99
Protestos marcam encontro da OMC

30 Nov 99 |Análise
Impeçam a destruição do meio ambiente

26 Nov 99 |Análise
Agricultura deve dominar discussões em Seattle

26 Nov 99
Mercosul e União Européia discutem integração

    Para cima    
© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Notícias e áudio em 43 línguas