BBC Online Network Fale com a gente
O Mundo Hoje
Especial
BBC e Você
Ivan Lessa
Sobre a BBC
Aprenda inglês

BBC Rádio
Programação
De Olho no Mundo
Como sintonizar


Fórum:
Qual é a cara do Brasil?


Pelé, Carmem Miranda, Machado de Assis, Zumbi, Ayrton Senna... Quem mais?

O Brasil comemora 500 anos com uma multiplicidade de expressões, mas sem uma cara definida.

O Brasil já foi Rui Barbosa, já foi Carmem Miranda (que nem brasileira era), já foi Pelé e Tom Jobim.

Se você pudesse escolher uma cara para o Brasil nesses 500 anos, quem você escolheria?

Cabral? Zumbi? Machado de Assis? Princesa Isabel? Juscelino Kubitschek?

qual foi na sua opinião a personalidade mais significativa da nossa história?


Sua opinião

Ayrton Senna sem dúvida! Ele comove e comoveu o Brasil!
Jose Verde, Ribeirão Preto, SP

A cara do Brasil 500 anos é a do politico corrupto safado, do empresário "experto", dos ladrões da Previdência, dos Sérgios Nayas, dos Nicolaus Laus Laus, dos empregados malandros que lutam vários anos para conseguirem um emprego e quando conseguem, um mês depois estão fazendo greves, os senadore"zinhos", como esse safado aí, a Justiça injusta, a polícia que protege só os bandidos, o PT, o mínimo salário, a subserviência do brasileiro, enfim, tudo isso que vemos no dia a dia que nada mais é do que a "maldita herança" que herdamos dos portugueses, e o pior é que êles estão aí de novo, fazendo tudo que já fizeram, então o Brasil leva pelo menos mais 500 anos para deixar de ser a Colonia Brasilis. Tá dito.
L. Pereira, São Paulo, Colonia Brasilis

Dom Pedro II (Imperador), Princesa Isabel ( abolicionista), Barão de Mauá (industrial), Visconde do Rio Branco ( diplomata), Rui Barbosa (politico), Getulio Vargas ( Presidente), Paulo Freire ( Educador), Darcy Ribeiro (antropologo), Santos Dumont (inventor) não importando a suas posições politicas , foram os poucos que fizeram algo pelo País nos ultimos 500 anos.
Luciano, São Paulo

Quem é a cara do Brasil? Só pode ser aquele que realmente viu o Brasil com s. Foi aquele que resgatou e lançou para o mundo a Cachaça e a Broa de Milho. Seu nome: Aluísio Pimenta (ex-Ministro da Cultura).
Humberto V. Silva, Belo Horizonte

Juscelino Kubitscheck de Oliveira,sem dúvida, não fôra o seu rasgo, nós estaríamos presos ao eixo Rio-São Paulo, até com a Amazônia comprometida. "Ele foi o segundo Pedro Álvares Cabral". Jamais será apagado da nossa história.
Jayro Arlego Carvalho, Salvador

O povo brasileiro, por ter sobrevivido e por continuar sobrevivendo num país que só lhe dá rasteira, mas sempre com um sorriso no rosto sofrido, porque é o povo quem faz a cara de um país!!!
Eliana, Salvador

A cara do Brasil: Raul, Nelinho, Moraes, Darcy Meneses, José Carlos, Ozires, Vanderley, Palhinha, Joãozinho, Roberto Batata e Piazza. O Cruzeiro Futebol Clube de 1975/76.
Jaime Andrade, RJ

A cara dos 500 anos é a Carla Perez. Ridícula, patética, sem cultura e sem sentido: exatamente como foram os últimos 500 anos em nosso país.
Filipe el Sadat

PELÉ. Foi a pessoa que mais difundiu o Brasil no resto do mundo.
Carlos Coutinho, São Paulo

Não temos uma só cara, mas várias. E infelizmente, hoje as caras ruins são maioria. A cara da corrupção, da violência, da miséria, da concentração de renda e injustiça social, a cada dia que passa fica maior e escondendo as boas caras. Quisera eu que nossa cara fosse a de um povo soberano, educado, com saúde, trabalho, moradia e todos os seus outros direitos respeitados e garantidos.
Paulo Roberto e Souz.

João Cândido, o Almirante Negro.
Paulo M. Meirelles Mesquita

Nós brasileiros ainda vamos definir a nossa cara. Ela está em construção, e será definitiva no momento em que amadurecermos,a ponto de não precisarmos de uma CARA .
Regina Celia Frazão, Rio de Janeiro

Somos eu, você, nós, todos os que realmente amam o brasil e que tentam de alguma forma melhorá-lo. Mas, siceramente, tenho vergonha de associar os homens públicos de hoje como a nossa patria amada, salve salve-se ....quem puder!?
Paulo Ri, Foz do Iguaçu, PR

Pelé.
Julio Cezar de Paiva, São Paulo

Pedro Álvares Cabral, pois, sem ele, não seríamos o que somos hoje.
Rafael Blumenau

O Brasil tem cara de índio, cara de negro, cara de imigrante. O Brasil tem a cara queimada de sol, como a do trabalhador rural. O Brasil tem a cara pinta de verde e amarelo. O Brasil tem a cara e a coragem.
José Roberto da Silva Cunha, Governador Valadares, MG

A cara do Brasil é um de carro de luxo totalmente equipado, mas com um motorista totalmente desabilitado para dirigir, embriagado e que de uma hora para outra, vai cair num precípicio.
Paulo Roberto Melega, Batatais, SP

A cara do Brasil é Getúlio Vargas, um ser que, como nenhum outro, soube administrar - a seu favor e, infelizmente, a favor das elites políticas - o conflito entre ricos e pobres, entre o país feudal e a "potência do futuro".
Bernardo Bittencourt Neto, Curitiba, Paraná

O Brasil parece um pouco mulher de malandro. Tem uma certa esperteza, mas leva uma breguice acompanhada de um certo infortúnio. Tudo isso com uma pitada de vontade de subir na vida, mas com uma incapacidade crônica de se desamarrar dos vícios.
André Sigrist de Toledo Piza, São Paulo

O NOSSO ÍNDIO BRASILEIRO!!
Edson Rabassi

É difícil dizer quem é a "Cara do Brasil" e sim "que Cara tem o Brasil". Um país sem respeito, sem autoridades, abandonado pelos governantes que nós mesmos votamos. Então, não vamos associar pessoas ricas e temporariamente famosas como cara do Brasil. A Cara do Brasil será a pessoa que mudará esse quadro e conseguir revertê-lo. Algumas das pessoas que outros internautas mencionaram ficam apenas na lembrança.
Maria Claudia, São Paulo

Ayrton Senna. Ele, sem dúvida, reunia o que todos nós gostaríamos que os brasileiros fossem sempre: corajoso, honesto, trabalhador, sério e vitorioso. É o único herói incontestável desse país.
Pedro da Rocha, Salvador

Eu, estudante que acredita que um dia este país será dos brasileiros e não de figurinhas ilustrativas, que servem apenas para o povo sonhar em um dia ser.
Rebeka G. Dias, Campinas

Darcy Ribeiro.
Thiago Rachid, RJ

...é o trem da central às 5 da manhã, é o mendigo "maluco-beleza" que perambula pelo meu bairro, são os pivetes no sinal, são as pessoas catando comida nos latões de lixo , são os "300 picaretas" do Congresso...
Cris, RJ

Creio que seja bastante errado apontarmos "Ayrton Senna","Xuxa" ou "Princesa Isabel" como a cara do Brasil. Todos esses citados acima vivem e viveram às mil maravilhas, com tudo do bom e do melhor. A cara do Brasil é da criança com fome no Nordeste, de um homem desempregado em São Paulo e a de uma elite cada vez massacrando mais o povo, em busca de mas dinheiro para gastar com perfumes franceses, carros importados e coisas do tipo.
Fernando Porto, Rio de Janeiro

Índio.
Ana Cristina, Mogi das Cruzes

O principal personagem é o próprio povo brasileiro, pois em meio a tantas tentativas de degradação da nossa raça, nós, brasileiros natos, ainda conseguimos esboçar sorrisos.
Raimundo da S. Freire Soares, Brasília

I do think Pelé is the image of a brazilian society constantly moving and changing. For the best of this big country things need to change.
Perrier Fabricio, Londres

Pelé.
Eduardo, Cotia

Já mandei minha escolha e só depois, infelizmente, acabei lendo as escolhas alheias. Acho incrível como as pessoas não querem entender o que significa uma pesquisa ou enquete. A pergunta, se não me falha a memória é qual cara (personalidade) poderia representar o nosso Brasil e isso quer dizer em simples palavras, qual cara (das conhecidas e principalmente internacionalmente) faria jus lá fora como aqui dentro de representar o Brasil??? As respostas que li foram realmente incriveis, como a do índio. Concordo que o Brasil é do índio (pelo menos era), mas os EUA também, como outros paises, então não dá. Além disso, muitos estrangeiros ainda acham que só tem índios por aqui. Muitas dessas respostas não fizeram parte de uma pesquisa, mas sim de um desabafo sobre a situação economica do nosso país, e quem perguntou sobre isso???? Eu não fui e nem a BBC.
Claudio de Bortoli, São Paulo

A cara do Brasil? Para saber é preciso conhecer história, a nossa formação histórica, as nossas origens portuguesas. Vou sintetizar: a cara do Brasil é Macunaíma. E todos somos macunaímas, os de baixo e os de cima. Salvo raras exceções.
Claudio Fonseca, Salvador

Um personagem de ficção de Mário de Andrade: Macunaíma, o herói sem caráter (não mau-caráter), egoísta, individualista, sem o menor senso de justiça, mas bondoso de coração e sem nenhuma consciência de seus atos, bons ou ruins.
Marco Antonio C. Lopes, Feira de Santana, Bahia

Eu escolho como a cara do Brasil, o cidadão Edson Arantes do Nascimento, por vários motivos. Ele tem uma origem humilde , pobre e começou como engraxate. Esforçado e dedicado a família e ao trabalho conseguiu vencer na vida.
Cassiano Macedo, São Paulo

José da Silva, brasileiro, casado, 5 filhos nascido e residente no Nordeste do Brasil. Está preparando as malas para partir para a cidade de São Paulo para "arrumar a vida".
Jaime Gimenez Jr., SP

Monteiro Lobato era a alma do Brasil. Queria um Brasil reconhecido no mundo, porém sem perder sua identidade cultural.
Luiz M. Garcia, São Paulo

O Barão de Mauá, homem de invejável inteligência, perseverança, honestidade, de caráter benevolente e figura de boa projeção no mundo dos negócios até no exterior.
Maria Silvia T. Mergulhão, Campinas, São Paulo

Ayrton Senna, que foi um verdadeiro herói nacional, no cenário esportivo. Diferente de Ronaldo, por exemplo, que é muito mais um produto da mídia do que um craque de futebol.
Julio Cesar

Getúlio Vargas, aquele que de fato se preocupou com o povo e com odesenvolvimento do País. Era realmente um grande nacionalista. Esse de agora não passa de um traidor que está nos vendendo aos estrangeiros.
Carlos José Pedrosa, Maceió, AL

Todo brasileiro que ganha um (mísero) salário mínimo e mesmo assim ainda consegue sorrir.
Jorge Wallace Bretas, Paris, França

Noel Rosa.
Rodrigo Assemany, RJ

Juscelino Kubitschek, Tancredo Neves, Tiradentes, Lampião e Maria Bonita.
Paulo Afonso dos Reis, Imperatriz, MA

A cara dessa terra explorada e sofrida não é outra se não a do índio, porque quando os portugueses aqui chegaram a cara que viram não foi do Pelé ou do Senna.
Fábio Vinícius da Silva Metz, Rio de Janeiro, Bairro Anchieta

Cara de cachorro abanando o rabo para o seu dono, o Mr. FMI.
David Oliveira, Feira de Santana

Paulo Freire, o educator mais influete do nosso mundo.
Rupert Brown, Brighton, Inglaterra

Uma grande maioria de brasileiros soube muito bem representar a alma brasileira no próprio país e no mundo exterior. Mas hoje eu escolheria a minha própria cara para retratar a indignação ao desrespeito dos direitos humanos a quem este governo malfadado de FHC impõe a todos nós brasileiros.
Eduardo A. de Melo, Andirá

Tiradentes e Luiz Carlos Prestes.
Manoel T. Carvalho, Rio de Janeiro

A cara do Brasil é a do trabalhdor que acorda de madrugada para ir ao trabalho, tem que utilizar um transporte público deficiente - para não dizer vergonhoso -, trabalha de 8 a 12 horas por dia, chega em casa exausto e tem que olhar para sua mulher e dizer que não tem nem sequer um pão para colocar à mesa.
Matheus Queiroz, Salvador

Dá pra fazermos um combinado entre Rui Barbosa, Pelé e Ayrton Senna?
Adalberto Flaviano Piotto, São Paulo

A do índio, claro. O resto está longe de ter a cara do Brasil.
Edson, Rio de janeiro

Ayrton Senna, por toda a sua força de vontade, por tudo o que ele fez para ajudar o próximo sem publicidade e por muito mais.
Luciana Vital, Salvador

Escolheria o sociólogo (este verdadeiramente sociólogo) Herbert de Souza, o "Betinho", que com sua figura doce é a cara que o Brasil deveria ter!
Luiz Olinto, Rio de Janeiro

A cara do Brasil, pode ser espelhada pelo próprio POVO, que é ordeiro, pacato e alegre, e que apesar de todas as adverdidades está sempre com um largo sorriso estampado no rosto e na esperança de dias melhores.
Valter Garcia Cota, Santos

As personalidades sigificativas da nossa história foram: Princesa Isabel, Ruy Barbosa, Getúlio Dornelles Vargas e Juscelino Kubitschek.
Jorge Dinaldo Bastos, Salvador, BA

Cara do Brasil? Um índio parado em frente a um pelotão da polícia que avança. Um país em frente a uma onda de globalização que avança. Um brasileiro, "popular" nas ruas, anônimo, sem voz, mas com muita dignidade, com a solidariedade que caracteriza este povo ingênuo e sofrido. Um país pobre, mas lindo, injustiçado por suas próprias elites. Machado de Assis, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa, Jorge Amado, Érico Veríssimo e seus personagens, todos barsileiros, com a cara do Brasil.
J.Rodolfo Lima, São Paulo, SP

Getúlio Vargas.
Geraldo

ANTÔNIO CONSELHEIRO, POR LUTAR COM O SEU POVO E MOSTRAR QUE É VIÁVEL VIVERMOS NUMA SOCIEDADE ONDE TODA A COMUNIDADE PARTICIPA.
Mario Sérgio R. da Costa, Feira de Santana, BA

O Brasil não tem uma cara definida e nem poderá ter por muitos anos, principalmente porque nós (povo brasileiro) não conhecemos nossa história real e verdadeira (só os portugueses é quem falam). Meu representante, no caso, é ZUMBI, por ter lutado pela liberdade de um povo. E nós, quem nos libertará?
Adriana Guedes de Souza Lima, São Bernardo do Campo

A cara do Brasil é o Fernando Henrique Cardoso, porque o Brasil é isso que se vê.
Vanderlei, Maceió

A personalidade mais significativa não tem rosto. É o pobre trabalhador injustiçado, enganado por nossos maus políticos que jamais pensaram no "coletivo" e sim no individual.
José Siqueira, São Paulo

João Alves. Aquele anão do orçamento que está preso, mas recebendo um salário de R$ 9.000 por mês, conforme o Jornal do Brasil.
Marco Aurelio Barbosa Schaan, Porto Alegre

Na verdade, não é um personagem, mas um filme: Bye Bye Brasil é a cara do Brasil.
Fernando Farias, Cabo, Pernambuco

Minha mãe, professora por 30 anos!!! Num país onde a educação está sempre em último plano!!! Portanto, quem sobrevive educando é mais do que personalidade, é herói!!!
Alexandre Oliveira, São Paulo

Nenhuma personalidade poderia sintetizar um país tão múltiplo como o nosso. Penso que o ideal seria uma criança mestiça, anônima, que mostrasse ao mundo um país jovem que tem mistura de raças, credos e culturas.
Alessandra Gonzaga, Porto Alegre

Os brasileiros que sobrevivem com salário-mínimo de R$151,00.
Dalva, Niterói

Os "Josés" da Silva, que levantaram estes país e hoje não são nada.
Marcello Rangel

Por que não falamos em caras? O Brasil tem multiplas, mas a que mais se distingue é a dos excluídos, que são mais de 50% da nossa população.
Dione Santos Lima

Getúlio Vargas.
Telma Cabral Machado, Rio de Janeiro

Monteiro Lobato; Machado de Assis; Graciliano Ramos; Humberto de Campos; Lampião; Patativa do Assaré; Luiz Gonzaga; Dias Gomes; os índios Guajajaras com quem convivi em Barra do Corda (MA): Martinzão, Alvino, Manezinho, Cirilo, Alemão, Rosalina; e, por fim o velho Emiliano, um camponês residente em Açailândia (MA), analfabeto de tudo, porém sábio - e, como tantos outros brasileiros, resignado na luta pela sobrevivência sua e de seus familiares, sofreu mais um dos tantos dissabores: perdeu, na semana de comemoração dos 500 anos, um de seus filhos: o Itamar, que fora acometido de dengue.
Uilio Oliveira Silva, São Luís, MA

Tiradentes! Lutou contra o colonialismo e a exploração que afundava (e afundou) cada vez mais o Brasil. Morreu lutando pela liberdade. Primeiro brasileiro de coração!
Vanessa de Oliveira, São Bernardo do Campo

Pelé - é a figura que mais representa o retrato do Brasil.
José Antonio de Assis, Betim, MG

A cara do Brasil hoje, infelizmente, são várias. Citarei algumas: da incompetência, da corrupção, do desemprego, da falta de segurança e saúde, do analfabetismo, do desemprego, da pobreza, do desrespeito ao povo, em especial aos sem-terra, índios e negros e da desigualdade social.
Roberto Lopes Castanheira, Niterói

O indio Pataxó, pois é assim que vive a maior parte da populaçao brasileira: excluída, desrespeitada e esquecida.
Elaine, São Paulo

Plínio Correa de Oliveira.
Luis Mesquita, Sañogasta, Argentina

O povo brasileiro (os imigrantes, os brancos, negros e os indíos) representa a cara brasileira. Mas também corrupção, crime, desigualdade e sofrimento representam o nosso país querido.
Alexandre Mascardo, Toronto, Canadá

A cara do Brasil pode ser definida por Ulisses Guimarães, um verdadeiro lutador. Perdeu a vida ninguém sabe como, de forma inexplicável, lutando pela democracia brasileira.
José dos Santos Bessá, Feira de Santana

O Povo Brasileiro. O mestiço. Essa é a personalidade Brasileira destes 500 anos! E esse será o legado brasileiro para muitos outros 500 anos. É necessário que essa personalidade seja dignificada...
Luís Agripino Rocha, Aveiro, Portugal

Eu escolheria um grande trabalhador que até hoje contribui para o crescimento dessa nação e que nunca foi reconhecido: "EU".
José Carlos de Lucena, João Pessoa

Movimento dos sem-terra. Apesar de estar sofrendo fortes interferências políticas, representa com exatidão os contrastes do Brasil 500 anos.
Cristiano Amaral, Belo Horizonte

Acho que o Brasil deve dizer ao mundo, nos seus 500 anos, que não possui cara, mas possui rosto multifacetado de povo multi-étnico de mistura recente e que não suporta mais ser a lixeira intelectual e tecnológica de nações desprovidas de escrúpulos. O rosto do povo brasileiro se contorce de angústia e sua voz clama: basta de hipocrisia!
Marcos, Ourinhos

O homem comum.
Fernando Augusto T.Firmo, Rio de Janeiro

Seria muita pretensão colocar um só representante e dizer que este tem a cara do Brasil. Noó brasileiros somos conhecidos principalmente por nossas diversidades, capacidade de adaptação (principalmente para dificuldades) e um jeito informal de ser... O índio, o negro, o estrangeiro, a procura de uma vida melhor... Todos foram a "cara do Brasil".
Celso Fontanelli, SCSul, SP

A índia Catarina Paraguaçu e Caramuru seriam os verdadeiros pais da miscigenação brasileira e a mais emocionante história romântica do país. Eles são o retrato do Brasil.
Alzira Alves Schaeppi, Salvador

Zumbi é a cara do Brasil, pois assim como ele muitos ainda lutam por uma sociedade justa e fraterna.
Jacinta Fátima de Souza, Ilanz, Suíça

A cara do Brasil é:
- Desigualdade social;
- Guerra interna;
- Sistema de governo que não favorece a maioria dos brasileiros, pois o governo trabalha em prol dos mais ricos.
Maria Ester, Açailândia

General Ernesto Geisel.
Helder de Moura Pires, Belo Horizonte, MG

Tom Jobim. Talento reconhecido no mundo inteiro, inteligência, simpatia, modéstia, joie-de-vivre e aquela esperança que nunca morre. O Brasil em pessoa.
Eric Meissner, Rio de Janeiro

Ayrton Senna é sem dúvida nenhuma a cara do Brasil.
Marili Pires, Curitiba, PR

Ayrton Senna.
Elaine Regina Izidoro, São Paulo, SP

Luiz Carlos Prestes.
Marilia, São José dos Campos, SP

Paulo Freire.
Rosemary Galli, Fortaleza, CE

O povo, pois sem ele não haveria história. A história não pode ser vista apenas por personalidades. A cara do Brasil nesses 500 anos é de dor, fome, miséria. Essa é a nossa maior personalidade.
Micheline Mota, Canguçu

Os japoneses de SP. Os italianos do Sul e do Sudeste e todas as outras correntes imigratórias dos últimos dois séculos.
Frank, Atlanta, EUA

Esqueceram de colocar a foto de um palhaço pois é assim que me sinto diante de tanta corrupção. Vejo muitos amigos indo morar fora do Brasil e tendo aquela dificuldade para entrar ou permanecer em outro país quando na verdade estão fujindo da nossa realidade. Meu voto vai para minha cara de palhaço.
Sergio, São Paulo

José Bonifácio.
Roberto

Carmem Miranda.
Rafael Villa, Uberlândia

A cara do Brasil eu não sei, mas o caráter continua sendo o de Macunaíma. Que, aliás, é o livro, o filme e a peça dos meus 500 anos.
Francisco Carlos de Moraes, Pelotas, RS

Juscelino Kubistschek. O desenvolvimento industrial transformou o novo país de 5 anos para 50 anos.
Hélio Gonzaga de S. da Mota, Anápolis

O imigrante europeu. Veio ao Brasil saindo de uma situação deplorável em seu país de origem, com intenção de refazer sua vida e ao mesmo tempo ajudar no progresso do Brasil, dando um exemplo de coragem para trabalhar, organização e competência.
Miryan Celeste Nóbrega

Tiradentes.
Roque Callage Neto, Porto Alegre

A melhor maneira de se representar o Brasil é mostrando a diversificação de culturas que originou realmente o nosso povo... a parcela indígena infelizmente, é muito pouco.
Nair Alice Stamoglou, São Paulo

Os índios, pois foram os primeiros habitantes desta Terra Maravilhosa.
Victor Paiva, Rio de Janeiro

O governo comemora 500 anos de vassalagem aos senhores do Norte. Isso mostra que a cara do brasileiro não poderia ser outra: cabelos dos silvícolas sobreviventes do holocausto extrativista; olhos dos "homeless" urbanos; dentes e boca dos sem-terra; nariz do menino de rua; ouvidos de um aposentado; testa de uma mulher; tez de um mestiço; queixo de qualquer desempregado. Somos o Brasil.
Rosângela de Castro e Silva, Rio de Janeiro

Juscelino Kubitschek de Oliveira. Foi o presidente do Brasil que colocou o país na era industrial, criando a indústria automobilística e naval e construindo hidrelétricas e a capital, Brasília e descentralizando a administração pública.
Braulio Cesar, Mairiporã, São Paulo

Luiz Inácio Lula da Silva, pela sua liderança visando a formação de uma sociedade mais igualitária.
José Rodrigues, Santos, SP

A minha cara, bonito, lindo e maravilhoso...
Helton, Salvador

Brasil místico, no qual sempre se espera pelo um dia feliz, que tem muita fé em diversos meios religiosos. Esta é a verdadeira cara do Brasil indefinido, pois cada um crê de uma forma e luta por ela. Tristes 500 anos, pois ainda lutamos de forma individualista.
Marcos Vinícius, São José dos Campos, SP

Infelizmente, o Brasil ainda não construiu a sua História para a formação de uma cara inconfundível. Talvez um dia a cara do Brasil deixe de ser a mesma cara da criança abandonada, da mulher prostituída, do sem-terra, do sem-cidadania, do desempregado e de todos os supranumerários. Tenho certeza que deixaremos de ter a cara de uma bunda, a preferêrncia nacional.
Antônio Fortuna de Azevedo, Rio de Janeiro

Ayrton Senna, com seu espírito de vencedor... Ele tirou a visão rude do "derrotado Brasil", levou-nos para o mundo como lutadores, com sede de vitória.
Isabela, Campinas, SP

Sou um daqueles brasileiros que vêem tudo de longe, mas na minha opinião não podemos eleger uma só personalidade e sim todo povo brasileiro, até mesmo os brasileiros que escrevem Brasil com "z".
Alexz Mora, Brighton, Inglaterra

Os índios, que ficaram a esmo, perdidos na história, usados apenas para marketing dos meios de comunicação.
Cosmo Vicente Rossi, Jundiaí, São Paulo

A personagem mais significativa da história do Brasil foi Luis Carlos Prestes. Outros já receberam o reconhecimento pelo que fizeram pelo nosso país, mas ele praticamente passou despercebido.
Josiane Knust, Niterói, RJ

Escolher a personalidade que melhor representa nossa gente é uma das tarefas mais ingratas a que poderíamos nos propor. Como deixar de lado ícones da literatura, da cultura, da música, dos esportes e da política? Porém, se quizermos sintentizar e subtrair de todos estes grandes valores produzidos "made in Brazil", devemos nos ater àquele que resgatou no povo o orgulho de ser brasileiro, de lutar e brigar pelas cores da bandeira do Brasil. Ayrton Senna da Silva...
Liliane Vieira de Camargo, Diadema

Pelé é, sem dúvida, o brasileiro mais popular da atualidade. Todos o conhecem, todos os admiram pela sua determinação, genialidade e vida.
Ruberval Neto, Londres, Inglaterra

Pessoas que sintetizam o conhecimento e a preocupação com a história e a cultura nacional: Paulo Freire e Darcy Ribeiro, por exemplo. Mas, acredito que acima de tudo isso a cara do Brasil é a nossa bandeira. Não há ninguém no mundo que não respeite sua imagem, que não reconheça nela a alegria e a garra, a revolta e a luta, o desespero e a miséria, o desenvolvimento industrial ou suas paisagens tropicais magníficas, sua miscigenação, sua origem e seu caminho.
Thereza Ferreira, Praia Grande, SP

A cara do Brasil de hoje é Rubinho Barrichello.
Douglas Batista da Silva, Uberlândia

Câmara Cascudo, folclorista e etnólogo, um grande brasileiro, meio esquecido, porém, da mídia nacional e internacional. Ao lado de outros grandes intelectuais nacionais, estudou o Brasil a fundo.
Heraldo, Natal, RN

Rita Lee. Alegre, irreverente, inteligente.
Silvia, BH

Quem tem a cara do Brasil é o Luis Inácio Lula da Silva. Infância pobre, pouca instrução, muito trabalho e esperança infinita.
João Eduardo Coin de Carvalho, São Paulo

Ayrton Senna.
Fulano, BH

A cara do Brasil são seus minhões de brasileiros que vivem aqui.
Rodrigo, Nova Iguaçu, RJ

O Brasil pode ser representado de diversas maneiras, na música e dança com Carmem Miranda, no futebol com o Pelé e Ronaldinho, no automobilismo com Ayrton Senna e não podemos esquecer da literatura infantil com Monteiro Lobato.
Daniella Alóchio da Cunha, Cachoeiro do Itapemirim, ES

Maria Quitéria, Escrava Anastácia, Monteiro Lobato, Darcy Ribeiro, Zumbi, Raoni, Cicilo Matarazzo, Dom Pedro I, Tom Jobim, Caramuru...
Geraldo Cintra, Natal

O Brasil 500 tem multifaces. Desde a sua perda de virgindade, os diversos estrangeiros que abusaram de sua inocência geraram filhos revoltados e sem referência. Por isso, na minha opinião, a personalidade mais significativa é aquela que foi representada por Tiradentes, pelo quilombo dos Palmares e escrava Isaura; pelos diversos artistas, entre eles Elis Regina, Raul Seixas e Caetano Veloso, escritores como Paulo Coelho e Monteiro Lobato; índios Xavantes e Pataxós; esportistas como Oscar, João do Pulo, Gustavo Borges e Guga. Todos que conseguiram fazer com que a cara do Brasil sorrisse. Por isso, a personalidade mais significativa é o João, Maria, Luis, Nando, ou melhor, o povo.
Renato Fogal, Taubaté, São Paulo

Não podemos também esquecer aquelas pessoas que já se foram, como Betinho e Chico Mendes.
José Benedito Mengaldo, Piracicaba, SP

O BRASIL PRECISA DE UMA PLÁSTICA, OU QUEM SABE DE UM NOVO PARTO?... ESSA CARA DE FOME, CORRUPÇÃO DESENFREADA, ANALFABETISMO, ESSA CARA DE ESCONDE-ISSO-PRÁ-MIM-QUE-TE-DOU-ISSO-EM-TROCA, E DIVERSAS OUTRAS CARAS QUE IMPUSERAM AO BRASIL, PRECISAM ACABAR.
José de Arimatéa Duarte, Carmo do Paranaíba, Minas Gerais

Os índios, que foram mortos pelos portugueses e espanhóis na formação deste país.
Jaime, Porto Alegre, RS

O BRASIL NÃO TEM A CARA APENAS DE UMA PESSOA. MAS DE UM POVO, MISTURA DE VÁRIAS RAÇAS; POVO SOFRIDO, MAS QUE NÃO PERDE A ESPERANÇA E A ALEGRIA. POVO JOVEM E DE ESPÍRITO CRIATIVO, SEMPRE PRONTO A PARTICIPAR, SOFRER, SORRIR,TRABALHAR, AJUDAR E, PRINCIPALMENTE, ACREDITAR.
Sônia Maria Kalikowski, São Paulo

Ayrton Senna.
João Doe, Newcastle, Inglaterra

Na minha opinião, a cara do Brasil 500 anos é e sempre será nosso grande ídolo, Ayrton Senna, que como ninguém soube trazer alegria ao povo que tanto o amou, ama e guardará para sempre na memória do povo brasileiro. Valeu Ayrton Senna do Brasil!
Rubens Artave, Praia Grande, SP

A mais significativa, em minha opinião, foi Pelé. Não por representar internamente alguma modificação que causasse um solavanco no desenvolvimento do país; mas sim por ser uma figura que tornou-se global e divulgou nosso "Brasil" nos quatro cantos do mundo.
Nelson Leandro Diaz Junior, São Paulo

Ayrton Senna. Uma pena que muitos brasileiros não sigam o exemplo de dedicação, trabalho, amor à pátria e a magnanimidade que ele nos deixou. O Brasil precisa de gente assim.
Wladimir Auilo, São Paulo

Acho que o Brasil tem a minha cara, neto de negros, italianos, portugueses e, claro, índios.
Abner Henrique de Souza Alves, São José do Rio Preto

Roberto Marinho... Não porque ele seja herói ou represente o povo brasileiro, mas por que ele é quem tem editado a cara do Brasil. Iludido com o circo das novelas e explorado por uma oligarquia com mentalidade colonizadora, o brasileiro tem cada dia menos chances de alcançar a própria cidadania.
Anysius, SP

Zumbi, escravo, negro, analfabeto, discriminado, desprovido de tudo, transcende pela coragem, amor, sofrimento, luta contra os "trezentos anos" de escravatura, exploração, maltrato e falta de amor de nós, brancos, para com nossos irmãos negros, assim como procedemos com os índios também.
José Rui Pereira, Londrina

Cara? A do Povo Brasileiro. Nós, "cidadãos", somos heróis anônimos. Em minha opinião, não devemos viver de "ídolos", mas somarmos os 160.000.000 de Brasileiros que lutam para que sejamos "soberanos" e realmente independentes, possuidores e detentores do bem maior que é a "Vida" associada à "Liberdade" do ir e vir.
Odilson Arruda Inocêncio, Presidente Prudente, SP

Tom Jobim.
Rafael Pinheiro, MOgi das Cruzes, SP

O melhor retrato do Brasil hoje é o do personagem Gérson, o que quer levar vantagem em tudo!! Efeito Gerson.
Luiz Roberto Moraes, São Paulo

O Brasil, como já foi falado aqui na coluna, tem várias caras, mas não podemos simplesmente colocar uma pessoa que fez a história do País. São várias, como Campos Salles, Carlos Gomes, Santos Dumont, Rui Barbosa, Osvaldo Cruz, Hercules Florence, enfim...
Álvaro Salles Nogueira Junior, Campinas, SP

Caetano Veloso.
Christina Daniels, Manchester, Inglaterra

Zumbi dos Palmares, Maurício Grabois, Luís Carlos Prestes, Anita Garibaldi, Pedro Pomar, Oswaldão e outros tantos que lutaram até o último minuto de vida por um país independente e livre!!!
Paulo Tedesco Pinto, Caxias do Sul, RS

Eu concordo plenamente com opnião do André Camargo de Freitas. A cara do Brasil é Ayrton Senna.
Afonso Pinho, Niterói, RJ

Caetano Veloso.
Özge, Ancara, Turquia

A Camila Pitanga.
Daniel Vieira Marques, Porto Alegre, RS

Em minha opinião, uma pessoa que represente o Brasil. Para a maioria, seria Pelé.
Allen A. Vinhal, Belo Horizonte, MG

O Brasil não tem uma cara, tem muitas: são as caras dos nossos índios do Xingu com suas belas pinturas em vermelho e negro.
Luiz Fernando Leães, Alegrete, RS

Pela juventude, pela destreza, pelo destemor, pela objetividade de propósitos, pela garra, pelo conhecimento do potencial humano e dos meios necessários para obter êxito no trabalho. Ele é Ayrton Senna.
Eva Corrêa, Rio de Janeiro, RJ

Elis Regina.
Diego
Mac, Porto Alegre, RS

Ayrton Senna, pela garra, pelo orgulho e honra de ser brasileiro, de dar alegrias tantas ao povo de todo mundo.
André Camarço de Freitas, São Paulo, SP

Dr. Luiz Pereira Barreto: nasceu em Resende, no Rio, formou-se em medicina em Bruxelas (Bélgica). Foi o introdutor do café "bourbon" nas terras roxas do oeste paulista, trazendo a riqueza e o desenvolvimento para todo o interior do estado. Também foi o primeiro cientista a descobrir os benefícios do fruto do guaraná para o homem, tendo formulado uma metodologia para a fabricação do refrigerante que é usada até hoje. Foi o precursor da cerveja em nosso país.
J.O.E.Bruno, São Paulo, SP

Sebastião Salgado, pelas várias caras do Brasil que aparecem em seu trabalho.
Paulo Andrade, Guaratinguetá, SP

Zumbi, negro guerreiro e batalhador do povo.
Mac Stocco, Sorocaba, SP

Concordo plenamente com Frederick, de São Luís, e também voto em Darcy Ribeiro, mesmo que sejam poucos os brasileiros que o conheçam. É mais fácil lembrar de Tiazinha do que, por exemplo, de Sérgio Buarque de Holanda.
Samira, São Paulo, SP

Acho díficil um só rosto mostrando a cara de todo um país... Ainda mais o Brasil, que, todos sabem, é multirracial. Mas, quando penso em alguém que o identifique, a melhor pessoa e imagem que o represente, acredito ser Pelé.
Eduardo Pereira Xavier, Florianópolis, SC

Somos nós, que habitamos esta terra maravilhosa. Por isso, é importante lutarmos por ela! "Aqueles que acreditam que esse ou aquele problema não será resolvido são os que sabem pouco, não os que sabem muito" (adaptado de Charles Darwin).
Pablo de Araújo Gomes, Recife, PE

Eu escolheria Nelson Motta, por sua simpatia e "transparência" no tratamento com as pessoas, bem como seu espírito jovem, apesar dos 54 anos. Acho tais características bem brasileiras. Newton La Scala Jr., Jaboticabal, SP

Ayrton Senna, pelo gesto de levantar nossa bandeira em qualquer lugar do mundo... E de emocionar muita gente com esse gesto. Orgulho de ser brasileiro não importando os problemas que vivemos no dia-a-dia. Ayrton Senna do Brasil... Saudades.
Alexsander José Ferreira, Bragança Paulista, SP

Assis Chateaubriand, o Chatô.
Ariovaldo Barbosa Pires Junior, São Paulo, SP

Princesa Isabel.
Luciane Werlish, Colombo, PR

Tiazinha.
Rui Sousa, Sesimbra, Portugal

Zumbi, Vladimir Herzog, marinheiro João Cândido.
Rogerio Cerqueira Romancini, São Paulo, SP

Resumir em uma pessoa somente é bastante difícil, mas, como a pesquisa determina assim, eu acredito que seja o escritor e antropólogo Darcy Ribeiro.
Frederick Cruz Viégas, São Luís, MA

Pedro Álvares Cabral.
Arnaldo Pinto, Luxemburgo

 

 

 

    Para cima    
© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Notícias e áudio em 43 línguas
s