Americano protesta pagando multa de trânsito de R$ 760 em moedas

Vídeo postado por Brett Saunders no YouTube já teve mais de 1,5 milhão de visualizações. Direito de imagem YouTube/Brett Saunders
Image caption Vídeo postado por Brett Saunders no YouTube já teve mais de 1,5 milhão de visualizações.

Um americano decidiu protestar pagando uma multa de trânsito de US$ 212 (R$ 760) apenas com moedas de baixo valor.

Brett Saunders gravou um vídeo em que ele esvazia dois baldes repletos de moedas na boca do caixa do departamento de infrações de trânsito da cidade de Frisco, no Estado americano do Texas.

As imagens postadas no YouTube já foram assistidas mais de 1,5 milhão de vezes em menos de duas semanas.

Saunders já havia postado vários vídeos pagando multas parecidas com moedas de baixo valor, mas sem tanto sucesso.

Ele foi multado ao dirigir a 39 mph (63 km/h) em uma região onde a velocidade permitida era de 30 mph (48 km/h).

No vídeo, Saunders, que trabalha como consultor de informática, é visto coletando o dinheiro de um banco local. Pouco depois, ele vai à Prefeitura da cidade, conversa com uma funcionária e esvazia dois baldes repletos de moedas.

"Me manda um e-mail com o comprovante", diz ele. "Vocês têm meu endereço".

Direito de imagem AFP
Image caption Saunders acabou pagando US$ 8 a mais

Vídeos anteriores publicados por Saunders mostram outras pessoas pagando multas com moedas.

Apesar da popularidade do vídeo, ele foi criticado por usuários.

Alguns deles o acusaram de "punir" a pessoa errada.

"Tudo o que você fez foi punir a funcionária que vai ter de contar todas essas moedas", cometou um usuário.

Direito de imagem YouTube/Brett Saunders
Image caption Saunders foi criticado nas redes sociais

"Pague a multa como um adulto e esqueça isso", escreveu outro. "Não ultrapasse o limite de velocidade se você não quer ser multado. Simples assim".

"Se você não quer ser 'extorquido', então dirija a 30 mph e não 39 mph", disse, "9 mph não parece muito, mas é em áreas residenciais. Três crianças acabaram de ser atropeladas perto da minha casa".

Em sua defesa, Brett alegou em sua conta pessoal no Twitter que o atual código de trânsito tornam difícil não quebrar as regras".

"Todo mundo comete infrações o tempo todo ao dirigir na estrada", escreveu ele (leia aqui).

"É impossível não ser um 'criminoso'".