Supertelescópio captura raro 'girino cósmico'
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Supertelescópio captura 'girino cósmico'

O supertelescópio espacial Hubble flagrou um 'girino cósmico' tremulando na imensidão do espaço.

Girinos cósmicos são galáxias raras e difíceis de serem encontradas.

Formações estelares desse tipo têm cabeças brilhantes e compactas, além de caudas alongadas.

A galáxia flagrada pelo Hubble foi batizada de LEDA 36252.

As estrelas que compõem os girinos cósmicos são normalmente muito velhas ─ fósseis do início do Universo e do momento em que essas galáxias foram formadas.

A LEDA 36252 não é exceção à regra.

No entanto, um estudo aprofundado da galáxia revelou resultados inesperados: sua cabeça contém estrelas jovens com uma massa equivalente a 10 mil sóis. Essas estrelas estão agrupadas e consistem principalmente de hidrogênio e hélio.

Astrônomos acreditam que essa nova explosão de formação estelar foi desencadeada quando a galáxia incorporou gás primordial ─ um tipo de gás criado pelos processos de fusão estelar na origem do Universo.