Ginasta faz história como a mais velha a competir na Olimpíada e tenta superar atletas com metade da sua idade
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Ginasta faz história como a mais velha a competir na Olimpíada e tenta superar atletas com metade da sua idade

A ginasta uzbeque Oksana Chusovitina se prepara para um feito inédito: aos 41 anos, ela se tornará a mais velha a competir na história da Olimpíada.

É a 7ª vez que ela participa dos Jogos Olímpicos, desta vez representando seu país natal, o Uzbequistão.

Oksana ganhou uma medalha de prata na Olimpíada de Pequim, representando a Alemanha, país do qual também tem nacionalidade.

Em entrevista à BBC, a ginasta contou sobre como vem sendo sua preparação e como lidou com a doença do filho, que teve leucemia.

Ela também falou sobre o peso da idade e a dificuldade de aprender novas técnicas.

Ela espera agora realizar o que disse ser seu “sonho”: ganhar uma medalha para o povo uzbeque.

Tópicos relacionados