O homem que diz ter 145 anos – e que continua fumando e com a lápide pronta no quintal de casa
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

O homem que diz ter 145 anos – e que continua fumando com lápide pronta no quintal de casa

O indonésio Mbah Gotho acredita ser a pessoa mais velha do mundo.

De acordo com seus documentos, Mbah nasceu em 31 de dezembro de 1870 e tem 145 anos.

Ele já viveu mais do que suas quatro esposas, dez irmãos e todos os seus filhos.

“Sempre tento ser paciente e acreditar que sempre haverá alguém que cuidará de mim”, diz ele. “Tenho uma vida longa porque tenho pessoas que me amam e cuidam de mim.”

A Indonésia só começou a ter registros oficiais de nascimento em 1900 – e já foram identificados erros em documentos oficiais.

Mas as autoridades locais dizem que, após analisar os registros e realizar entrevistas com Ghoto, tudo leva a crer que sua data de nascimento está correta.

No vilarejo onde mora, ele é visto como herói e costumava ser chamado no Dia da Independência para

contar histórias sobre as guerras com o Japão e os colonizadores holandeses.

Seu neto, Suryanto, diz que o avô “ainda fuma bastante” e que “nunca foi exigente”.

“A única coisa que nos pediu foi para comprarmos sua lápide antes de ele morrer”, diz.

Ghoto explica que fez este pedido porque “não quer mais continuar vivendo”.

“Quero apenas morrer e, quando isso acontecer, já estará tudo pronto (para meu enterro), mas ainda não chegou a minha hora.”