Qual é sua nacionalidade segundo seus hábitos alcoólicos

Como seus hábitos alcoólicos se comparam com a média brasileira e de outros países?

Descubra com nossa calculadora se seu copo costuma estar cheio como o dos bielorrussos ou se você é quase um abstêmio como os kuwaitianos.

Quanto você bebeu na semana passada?

Você é de que país?

O país com hábito de consumo de bebidas mais semelhante ao seu é:

(mas esta não é uma boa comparação)

Abstêmio?
A maioria das pessoas que vivem no Kuwait não consome bebidas alcoólicas.

Bem apropriado!

Você

Litros de álcool por ano

Você bebe mais do que as pessoas que vivem em Belarus, o país onde mais se bebe no mundo.

Litros de álcool consumidos per capita, anualmente, por país.

País onde mais se bebe

Belarus (17,5 litros)

País onde menos se bebe

Kuwait (0,1 litros)

Consumo geral de álcool

Mapa que mostra o consumo de álcool no mundo.
Alto consumo de álcool Baixo consumo de álcool Sem dados

Países e suas bebidas alcoólicas favoritas

Map showing countries and their favourite type of alcoholic drink
Cerveja Vinho Destilados Outros Sem dados

O que são as bebidas da categoria 'outras'?

Bebidas alcoólicas feitas com malte de cevada são consideradas cervejas, aquelas feitas com suco de uva fermentado como vinho e as obtidas a partir de um processo de destilação como destiladas.

Mas isso deixa de fora muitas outras fontes de álcool. Por isso, a cidra, produzida a partir de maçãs e peras, ou saquê, feito com arroz, são incluídos na categoria "outras" pela Organização Mundial da Saúde (OMS), fonte dos dados usados aqui.

Cerveja feita com sorgo também é classificada assim, por isso essa categoria é predominante em grandes partes da África Subsaariana, já que o cultivo deste grão se desenvolve bem em climas quentes e suporta secas intensas.

Vinhos fortificados, como o do porto, feitos com um processo de fermentação que inclui destilação, são separados do vinho comum e listados na classe "outras" pela OMS.

Sobre a calculadora

O cálculo é baseado na comparação do seu consumo médio de álcool vindo de cerveja, vinho, destilados e outras bebidas com o da população de cada país na base de dados da OMS, que leva em conta homens e mulheres com mais de 15 anos de idade.

Leva em conta, assim como a entidade, que o teor alcoólico médio de um volume padrão de cerveja ou cidra é de 5%, de 12% para o vinho, de 40% para destilados, de 17,5% para vinhos fortificados e de 9% para saquê.

Sobre os dados

A OMS reúne e publica dados nacionais do consumo médio de álcool per capita, divididos por tipos de bebida e com base em informações fiscais e de importação e exportação. Em países onde estatísticas oficiais não estão disponíveis, dados dessa indústria são usados no lugar.

Além disso, a organização tenta quantificar o consumo "não registrado" de álcool, que pode ser a partir de uma produção doméstica ou contrabandeada para dentro do país - ou a partir de fontes que originalmente não seriam para consumo humano.

Essa segunda categoria, que a OMS diz ser maior do que a categoria oficial em alguns países, é baseada em dados de pesquisas ou, na sua ausência, em "opiniões de especialistas".

Como consequência, as estatísticas nesta página contêm um certo grau de incerteza. Para mais detalhes sobre os métodos e níveis de confiança, por favor, consulte o site da OMS.

Confira, em termos gerais, quantas unidades de álcool há em cada drink:

- Uma dose de destilado (25 ml): 1 unidade

- Taça de vinho padrão (250 ml): 3 unidades

- Garrafa de cerveja com 4% de teor alcóolico: 2,3 unidades

- Garrafa de cerveja com 5% de teor alcóolico: 2,8 unidades

- Garrafa de cidra com 8% de teor alcóolico: 4,5 unidades

Qual é a recomendação oficial para o consumo de álcool?

A fim de minimizar os riscos do consumo de álcool, o ideal é não beber mais do que 14 unidades por semana, segundo diretrizes do governo do Reino Unido.

Se você bebe mais do que isso, é melhor que esse consumo ocorra de forma igual ao longo de três dias ou mais. Os riscos aumentam de acordo com a regularidade da ingestão de bebida alcóolica.

A OMS define o consumo intenso de bebidas como a ingestão de mais de 7,5 unidades em uma única ocasião.

Beber essa quantidade ou mais ao menos uma vez por mês "está associado a prejuízos à saúde, mesmo que o consumo médio seja relativamente baixo", diz a organização.

Produzido por Ed Lowther, Lilly Huynh, Mark Bryson e Steven Connor.

Tópicos relacionados

Notícias relacionadas