O 'tornado' de peixes barracuda no paraíso subaquático de Sipadan

Peixes barracuda
Image caption Imagens capturadas por mergulhador mostram raro momento em que cardume de barracudas se aproxima da câmera | Foto: Roger Munns/Our Blue Planet

O cinegrafista Roger Munns tem no currículo mais de 4 mil mergulhos com uma câmera 360 graus. Já explorou o fundo do mar em diferentes partes do mundo, mas Sipadan, ilha oceânica da Malásia, é o lugar favorito dele. O local é mundialmente famoso pela suntuosidade da vida subaquática em seu redor.

"Esse parque marinho me impressiona toda vez que mergulho aqui. Um 'tornado' de barracuda é difícil de achar. Você está experimentando um momento muito especial", diz, enquanto grava as imagens de um enorme cardume dos peixes predadores, que você pode assistir por meio desse vídeo em 360 graus, produzido por BBC Earth e Alucia Productions.

O conteúdo, em inglês e sem legenda, também está disponível no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube e faz do projeto digital colaborativo batizado de Nosso Planeta Azul (Our Blue Planet) que tem como objetivo mostrar porque os oceanos são tão especiais.

Durante o mergulho, Munns explica que os peixes não ficam com medo porque usa equipamentos especiais que limpam o ar que ele inspira e expira. Isso significa que não há praticamente nenhuma bolha de ar, o que permite a ele chegar muito perto dos animais que quer filmar.

No mergulho com Munns, é possível ver várias outras espécies de peixes nadando perto da barreira de corais. Entre eles, diz o cinegrafista, estão os que se assemelham a "espécies alienígenas".

Image caption Vídeo mostra peixes que se alimentam de corais e liberam excrementos na forma de areia | Foto: Our Blue Planet/Roger Munss

"Eles se alimentam de corais e liberam os excrementos", diz Munns, chamando atenção para o rastro de areia que essas espécies deixam por onde passam. "Isso é tão incrível", vibra o cinegrafista.

"Essa espécie usa seus dentes estranhos para morder os corais. Um peixe pode comer até cinco toneladas de corais em um ano", completa, dizendo que é um montante equivalente ao peso de um elefante africano.

Munns conta ainda que esses excrementos ajudam na formação de praias e lagoas tropicais.

Image caption A ilha Sipadan, na Malásia, é mundialmente reconhecida pela grande variedade de fauna e flora debaixo d'água | Foto: Roger Munns/Our Blue Planet

Alerta

"Você sabia que corais cobrem menos de 1% dos nossos oceanos, mas são o habitat de 25% de todas as espécies marinhas?", pergunta o cinegrafista, enquando nada com diferentes espécies de peixes e tipos de corais.

Para Munns, a diversidade em Sipadan é "fenomenal". Próximo à ilha, onde a pesca predatória é proibida, é possível identificar mais de 400 espécies de peixes e centenas de corais diferentes.

Mas mesmo lugares como Sipadan podem estar ameaçados, alerta ele.

"As variações na temperatura da terra têm feito barreiras de corais desaparecerem. Espero que, ao mergulhar comigo por essas barreiras de corais, você entenda porque é importante preservar essa diversa e bela comunidade", diz o cinegrafista.

Veja os outros vídeos da série: