Os cômicos flagras da vida selvagem vencedores de prêmio de fotografia animal

Tapa
Image caption Tapa de tartaruga em peixe ficou entre finalistas | Troy Mayne

O mundo animal tem, mesmo inadvertidamente, seus momentos cômicos, como mostra o Prêmio de Fotografia de Comédias da Vida Selvagem, que acaba de divulgar seus vencedores.

A competição se descreve como uma forma "alto-astral e despretensiosa" de celebrar "animais selvagens fazendo coisas engraçadas".

De 3,5 mil fotos inscritas, foram escolhidas 5 campeãs e diversas menções honrosas que mostram diferentes espécies em momentos inusitados - e até mesmo íntimos.

É o caso, por exemplo, de um casal de ursos fotografado em pleno acasalamento à noite, na foto finalista "Pegos no flagra", de Bence Mate.

Pegos no flagra
Image caption 'Pegos no flagra' é a foto de Bence Mate

O vencedor principal do prêmio foi o húngaro Tibor Kercz, com uma série de fotos de um trio de corujas - sendo uma delas um pouco mais atrapalhada que o resto do grupo.

Kercz é um engenheiro químico que se aventura na fotografia animal desde 2013. Seu prêmio na competição será um safári no Quênia.

Pegando carona
Image caption Filhote de urso polar 'pega carona' em adulto | Foto: Daisy-Gilardini

A principal foto de "Fundo do Mar" foi clicada por Troy Mayne, mostrando um peixe levando um tapa de uma tartaruga.

Coruja 'pede socorro'
Image caption Coruja 'pede socorro' na foto vencedora da competição | Foto: Tibor Zercz

Na categoria "Em Terra", a vitória coube a Andrea Zampatti pela foto de um aparentemente eufórico roedor campestre divertindo-se em cima de uma flor.

Arganaz sorridente
Image caption Roedor sorridente também está entre vencedores | Foto: Andrea Zampatti

O Prêmio de Fotografia de Comédias da Vida Selvagem tem, segundo seus criadores, a intenção de usar o humor para incentivar esforços de conservação da vida animal.

Show de talentos
Image caption Cantoria de anfíbios | Foto: Daniel Trim

Outras "gracinhas" clicadas na competição incluem uma dupla de anfíbios que cantam "a plenos pulmões" e um voo de aves em que uma delas parece ter deixado sua "marca" nos céus.

Essa última rendeu a John Threlfall a vitória na categoria No Ar.

Patos voando
Image caption Pato parece ter deixado marca no ar, assim como fazem os aviões, em foto premiada | Foto: John-Threlfall

.

Notícias relacionadas