O que é a listeria, bactéria que matou 3 pessoas que comeram melão infectado na Austrália

Melão Direito de imagem Getty Images
Image caption Na Austrália, todas as pessoas afetadas pela bactéria haviam comido melão, segundo as autoridades do país

Não se trata de uma bactéria letal, mas ela pode causar danos graves em pessoas vulneráveis.

A listeria é um micróbio que pode ser contraído por meio de alimentos e pelo contato com animais e indivíduos contaminados.

De acordo com o NHS, o sistema público de saúde do Reino Unido, essa bactéria pode ser encontrada no leite não pasteurizado e seus derivados, em queijos cremosos, como o brie e o camembert, em patês e embutidos.

Mas você só deve se preocupar com a listeria se tiver consumido algum desses alimentos e apresentar os seguintes sintomas:

- Febre alta, superior a 38ºC

- Dores agudas e intensas no corpo

- Calafrios e sintomas de gripe

- Vômito

- Diarreia

Direito de imagem Getty Images
Image caption Há alimentos que podem conter a listeria, mas isso não significa que, ao comê-los, as pessoas serão infectadas e terão sintomas
Direito de imagem Getty Images
Image caption Essa bactéria pode estar contida em queijos cremosos

A bactéria também pode ser contraída pelo consumo de outros alimentos manipulados por alguém contaminado que não tenha lavado as mãos adequadamente. Também pode haver contágio com a proximidade de animais de sítios e fazendas, especialmente vacas e ovelhas que estejam parindo.

Muitas pessoas portam a bactéria, mas nunca apresentam sintomas. Não é um micróbio letal, a princípio, mas pode afetar crianças e idosos com sistema imunológico fraco.

Segundo o blog Food Safety Brazil, sobre segurança alimentar, em casos graves a bactéria pode se espalhar pela corrente sanguínea e ir para o sistema nervoso, causando meningite - inflamação das membranas que envolvem o cérebro -, o que pode ser fatal.

Na Austrália, três pessoas morreram nas últimas semanas após serem infectadas por listeria.

Qual o papel do melão?

Além das três pessoas que morreram, outras 15 ficaram doentes por causa da bactéria, cuja origem pode estar, neste caso, em uma plantação de melão no Estado de Nova Gales do Sul, no sudeste da Austrália.

Segundo as autoridades sanitárias do país, todas as pessoas que apresentaram sintomas de contágio por listeria haviam comido a fruta.

Crianças, idosos e grávidas foram advertidos a evitar comer melão. O produto tem sido retirado de todos os supermercados australianos para controlar o surto, que teve início em janeiro deste ano.

"As pessoas vulneráveis devem descartar qualquer melão comprado antes do dia 11 de março", disse Vicky Sheppeard, diretora de doenças transmissíveis da autoridade de saúde de Novas Gales do Sul. Pessoas de outras regiões e países não precisam evitar a fruta.

Direito de imagem Getty Images
Image caption A listeria não costuma causar morte, mas pode ser grave se a pessoa contaminada estiver com o sistema imunológico fraco

Como evitar a bactéria

Para tentar reduzir o risco de contágio por esta bactéria, o NHS faz as seguintes recomendações:

- Lavar as mãos regularmente com água e sabão

- Lavar frutas e verduras sempre antes de comê-las

- Em caso de comida pré-cozida, sempre ler a informação na embalagem sobre onde e como conservá-la, para que se mantenha em bom estado

- Assegurar que comida que deve ser consumida quente esteja na temperatura adequada

Por fim, o NHS adverte que comida vencida não deve ser ingerida, ainda que sua aparência e odor pareçam normais.

Em setembro, carnes fatiadas e um lote de queijo da marca Zaffari foram retirados de supermercados de Porto Alegre, após um exame confirmar a presença de listeria.

Na ocasião, porém, não foram registrados casos de contaminação com sintomas. Os alimentos foram retirados de circulação "por precaução", segundo disse, na época, a secretaria de Saúde da capital gaúcha.

Image caption É importante manter higiene em dia e lavar as mãos para evitar o contágio

Notícias relacionadas