De trajes espaciais a celulares, como o mundo é desenhado para homens
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

De trajes espaciais a celulares: como o mundo é desenhado para homens

Nesta semana, a Nasa, a agência espacial americana, pegou todos de surpresa ao cancelar o que seria a primeira caminha espacial só de mulheres.

O motivo? Não havia trajes espaciais suficientes do tamanho delas.

Mas os trajes espaciais não são as únicas coisas pensadas apenas para homens.

Tome-se como exemplo o ar condicionado.

Em geral, as mulheres sentem mais frio do que os homens.

Ainda assim, a temperatura ideal do escritório foi determinada nos anos 60, com base na taxa média de

metabolismo basal (gasto calórico em repouso) de um homem.

Pouco mudou desde então.

Outro exemplo são os smartphones.

Em média, as mulheres têm mãos menores do que as dos homens.

Mas com os smartphones aumentando de tamanho, fica mais difícil para elas usarem o dispositivo com apenas uma mão - ao contrário deles.

Até a Inteligência Artificial foi acusada de sexismo.

Especialistas dizem que há um viés de gênero por causa de algoritmos defeituosos, que associam, por exemplo, ‘médicos’ a homens e ‘enfermeiras’ a mulheres.

Por trás disso, está a subrepresentação feminina em todos os campos da sociedade.

Os carros são outro exemplo de objeto projetado pensando nos homens.

Homens tendem a se envolver mais em acidentes de trânsito, mas as mulheres têm 47% mais chances de ficarem gravemente feridas, segundo uma pesquisa da Universidade da Virgínia, nos Estados Unidos.

Por quê? Os testes de segurança usam bonecos baseados no corpo de um 'homem médio'.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Tópicos relacionados