O canteiro de obras do futuro
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

O canteiro de obras do futuro

O 'canteiro de obras do futuro' já tem escavadeiras com sensores GPS e drones.

Nas planícies da Espanha, está sendo construída uma usina eólica.

A escavadeira está equipada com receptores GPS para saber exatamente onde escavar.

Os sensores medem a extensão do braço para calcular com precisão onde a escavação deve ser feita.

"Gosto deste sistema, porque não vou nem muito fundo, nem muito raso; a máquina me diz a profundidade exata que preciso escavar", diz um operário.

No fim do dia, os drones sobrevoam a área e monitoram o que foi feito. Eles mapeiam o canteiro e tiram uma série de fotos.

Em meia hora, é produzido um mapa detalhado com margem de erro de apenas alguns centímetros.

É uma tarefa que topógrafos levam dias para concluir.

"O drone nos permite entender dia após dia como o terreno mudou e quanto material foi removido", diz Richard Clement, da Komatsu, fabricante japonesa de máquinas pesadas.

"Estes dados nos permitem ajudar nosso cliente a gerenciar o trabalho no canteiro de obras de forma mais eficiente", acrescenta.

Tópicos relacionados