3 grandes vantagens do 5G que mudarão para sempre nossa experiência na internet

Celular 5G Direito de imagem Getty Images
Image caption A rede de quinta geração promete mais velocidade, conexão melhor e economia de bateria

A tecnologia 5G, que estreou esta semana no Reino Unido, já funciona na Coreia do Sul e em algumas partes dos Estados Unidos desde abril.

No resto do mundo, operadoras e fabricantes como Samsung, Xiaomi, LG, Motorola, ZTE ou Huawei estão adaptando equipamentos para oferecer aos consumidores esse tipo de conectividade que chega ao mercado com fama de revolucionária.

A expectativa de que estamos diante de um avanço tecnológico se dá porque o 5G tem potencial para mudar a forma com que usamos a internet.

Se o 4G e suas variações permitiram conectar pessoas, o 5G vai nos permitir uma conexão muito mais ampla com as coisas que nos rodeiam. Seu celular, por exemplo, provavelmente vai ser mais rápido que o wifi da sua casa.

A BBC News Mundo, serviço em espanhol da BBC News, conversou com especialistas para saber quais são as três maiores vantagens da rede móvel de quinta geração.

Maior velocidade

A velocidade do 4G, que provavelmente está ao alcance das suas mãos neste momento, é de 1 Gbps por segundo. A nova rede, em seu potencial máximo, será capaz de oferecer velocidade padrão de 20 Gbps por segundo, de acordo com o órgão regulador britânico Ofcom.

O que isso significa na prática? Quanto tempo demora para baixar um vídeo com 5G? E assistir a um filme em streaming?

Direito de imagem Kevin Schafer
Image caption Baixar filmes e músicas vai ficar muito mais rápido

Segundo explica o jornal americano The Wall Street Journal, baixar uma playlist de 1 hora no Spotfy demorava cerca de 7 minutos com o 3G, 20 segundos com o 4G e, com o 5G, esse tempo será de 0,6 segundos.

Se quiser levar um filme para assistir durante uma viagem, enquanto está off-line – serviço oferecido por plataformas como o Amazon Premium ou o Netflix –, vai levar 3,7 segundos para baixá-lo enquanto se gasta cerca de 2 minutos com o 4G.

O popular jogo Fortnite demora 14 minutos para ser baixado usando tecnologia 4G e a expectativa é que com o 5G bastarão 24 segundos.

No quesito velocidade, um dos fatores-chave é o chamado latência, ou seja, a capacidade de resposta da rede a uma solicitação.

Com o 5G, vai ser reduzida a um milissegundo – um ganho significativo se comparado aos 20 segundos da rede 4G.

É um fator essencial "para atividades como transmissão de um jogo ao vivo em realidade virtual ou para um cirurgião em Nova York controlar um par de braços robóticos que executam um procedimento em Santiago", explica o especialista em tecnologias óticas para redes da próxima geração, Abraham Valdebenito em um artigo.

Em resumo, poderemos enviar e receber dados de forma quase instantânea.

Economia de bateria

Qalcomm, a fabricante de chips, prometeu que a bateria dos primeiros modens para 5G duraria o dia todo.

Os modelos de segunda e terceira geração, inevitavelmente, seriam mais eficientes em relação ao consumo de energia.

Direito de imagem Getty Images
Image caption Modem de conexão da Qalcomm com capacidade 5G promete ampliar a duração da bateria

Vão permitir, assim, telefones celulares com uma vida útil mais longa ou aparelhos mais finos.

A economia de bateria se dá porque a tecnologia 5G deixa que a insfraestrutura 4G funcione, permanecendo inativa até que o usuário solicite procedimentos que exijam velocidades mais rápidas.

Cobertura

Não é por acaso que o Japão quer ter pronta sua rede 5G antes do início dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

A infraestrutura 5G permite que mais aparelhos estejam conectados ao mesmo tempo. Ela tem maior potência e isso vai ajudar a eliminar completamente ou reduzir enormemente o gargalo eletromagnético tão comum em grandes aglomerações, especialmente as urbanas.

Grandes eventos como shows e celebrações de fim de ano, que reúnem milhares de pessoas, terão cobertura e acesso garantidos à internet, diferentemente do que acontece hoje com falhas e dificuldades de acesso à internet.

Direito de imagem Getty Images
Image caption A tecnologia 5G suporta milhares de pessoas conectadas ao mesmo tempo à internet em aglomerados, como shows

Em teoria, o 5G poderia suportar simultaneamente mais de 1 milhão de aparelhos por quilômetro quadrado. Mas, para que isso seja possível, afirmam especialistas, será necessário colocar pequenas antenas em muitos lugares diferentes.

De acordo com a União Internacional de Telecomunicações, a agência da Organização das Nações Unidas (ONU) especializada em tecnologias de informação e comunicação, espera-se que a nova infraestrutura ofereça suporte a edifícios, casas e cidades inteligentes, além de ampliar o uso de realidade virtual, vídeos em 3D, bem como trabalho e jogos na nuvem ou cirurgia remota.

Também vai facilitar a operação de veículos autônomos, sem motoristas.

Direito de imagem Getty Images
Image caption O 5G pode fazer deslanchar a tecnologia de carros que dirigem sozinhos

São tecnologias, todas elas, à espera de redes capazes de explorar todo o seu potencial.

A indústria ressalta, contudo, que o 4G não vai desaparecer.

E, embora a implantação de 5G em muitos países esteja prevista para ser concluída no próximo ano, a transição será gradual.

É o caso do Brasil, que está se preparando para receber rede 5G em 2020 - o processo de licitação esta previsto para março do ano que vem.

O modelo de como será a licitação do 5G no Brasil foi anunciado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) em abril de 2019. Ele ainda deve ser submetido à consulta pública e, para vigorar, o modelo de licitação terá que ser aprovado pelo conselho da Anatel. Só então os preços a serem cobrados serão estabelecidos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Notícias relacionadas