Cereais matinais nos EUA têm níveis de agrotóxico 5 vezes acima do limite, diz entidade
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Cereais matinais nos EUA têm níveis de agrotóxico 5 vezes acima do limite considerado seguro, diz entidade

Um dos herbicidas mais utilizados no mundo, principalmente em plantações de soja, foi encontrado nos cereais que as pessoas consomem no café da manhã.

Uma recente pesquisa feita nos EUA pela entidade Environmental Work Group analisou diferentes marcas de cereais matinais para identificar a presença de agrotóxicos.

A constatação foi de que em algumas os níveis do herbicida glifosato estavam acima do que é considerado seguro para o consumo de crianças.

A fabricante de parte dos produtos analisados, General Mills, afirmou que seus produtos são seguros e não há risco de saúde no consumo.

Neste ano, um júri de San Francisco, nos Estados Unidos, decidiu que o herbicida Roundup, à base de glifosato, foi um "fator importante" no desenvolvimento do câncer de um homem.

O grupo alemão Bayer, que comprou a Monsanto, fabricante do produto, rejeitou fortemente as acusações de que a substância seja cancerígena. A empresa argumenta que décadas de estudos e avaliações regulatórias mostraram que o agrotóxico é seguro para uso humano.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) propôs manter liberada a venda de glifosato no país, já que não haveria evidências científicas de que a substância cause câncer, mutações ou má formação em fetos.