Foto de crianças africanas feita em 2007 foi usada em montagem contra Greta Thunberg; veja

Clicável Compare as fotos real e falsa de Greta Thunberg

Foto adulterada

Foto adulterada de Greeta Thunberg publicada na internet

Foto real

Foto real de Greeta Thunberg publicada no seu Instagram

Uma montagem está sendo usada nas redes sociais para atacar a ativista sueca Greta Thunberg, de 16 anos — inclusive pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que a compartilhou em sua conta no Twitter.

Na imagem, Greta aparece comendo dentro de um trem, enquanto crianças negras pobres a observam do lado de fora pela janela.

A intenção de espalhar a imagem falsa seria indicar uma suposta hipocrisia nas falas recentes da ativista, que, em um discurso na Organização das Nações Unidas (ONU) na segunda-feira, 23 de setembro, acusou líderes mundiais de terem roubado seus sonhos e sua infância por não combaterem as mudanças climáticas como deveriam.

"'Vocês roubaram minha infância...', disse a garota financiada pela Open Society de George Soros", escreveu o deputado Bolsonaro — filho do presidente Jair Bolsonaro — no Twitter, em uma postagem que tem mais de 13,6 mil curtidas, 6,2 mil comentários e 3,2 mil compartilhamentos.

O deputado, integrante da CPI das Fake News, que investiga a disseminação de mensagens falsas durante a campanha eleitoral de 2018, fez uma em referência à organização mantida pelo filantropo e multibilionário judeu George Soros, de 87 anos.

Soros é com frequência alvo de teorias da conspiração ventiladas por nacionalistas, populistas e militantes da direita que o acusam de ser o cérebro de uma trama global para apoiar e promover pautas da esquerda.

A Open Society financia projetos em mais de 100 países e tem 37 escritórios regionais com o objetivo de construir "democracias vibrantes e tolerantes cujos governos são responsáveis ​​e abertos à participação de todas as pessoas", segundo sua própria descrição.

Muitas das iniciativas são voltadas para a defesa dos direitos humanos ao redor do mundo, incluindo campanhas de movimentos LGBT e por direitos de grupos ciganos.

'Fake news'

No entanto, a montagem contra Greta une duas fotos diferentes. A primeira foi feita durante uma viagem de trem e publicada no Twitter em 22 de janeiro pela ativista, que escreveu: "Almoço na Dinamarca". Na foto, há apenas uma paisagem na janela ao seu lado.

Direito de imagem Reprodução
Image caption Foto original de Greta Thunberg

A segunda imagem foi feita em 2007 por Stephanie Hancock, da agência Reuters, na República Centro-Africana.

Ela aparece em uma reportagem publicada em agosto daquele ano sobre os impactos devastadores da guerra civil que eclodiu com uma revolta de rebeldes após o militar e político François Bozizé chegar ao poder por meio de um golpe, em 2003.

Àquela altura, segundo a reportagem, a ONU calculava que ao menos 265 mil pessoas haviam sido obrigadas a abandonar suas casas.

Diz a legenda da foto usada na montagem contra Greta: "Crianças vivendo nas florestas, sentadas em um acampamento improvisado para refugiados próximo do vilarejo de Bodouli, 23 de agosto de 2007".

Direito de imagem Reprodução

Esta não é a primeira vez que uma foto adulterada é usada contra Greta. Em uma imagem muito compartilhada nas redes sociais, ela aparece ao lado de Soros.

Na verdade, a imagem original era uma foto ao lado do ex-vice-presidente americano Al Gore — a foto foi publicada por Greta em seu Instagram e no Twitter.

Direito de imagem Reprodução
Image caption Em outra imagem adulterada que circula na internet, Greta aparece ao lado de Soros (dir.), mas, na foto original (esq.), a sueca está ao lado de Al Gore

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Notícias relacionadas