Vinte filmes para não perder em 2020

Gal Gadot como a Mulher Maravilha, Robert Pattinson no filme The Lighthouse, Yifei Liu como Mulan e Daniel Craig Direito de imagem Warner Bros/Universal/Disney/Getty Images
Image caption Gal Gadot, Robert Pattinson, Yifei Liu e Daniel Craig

De uma sátira anárquica a sequências blockbuster que voltam com nomes maiores (e números maiores) no cinema —o ano de 2020 tem muitos filmes na manga. A BBC News separou 20 deles para que você fique de olho no ano que vem.

Temos: uma live-action de Mulan, um ousado filme sobre a Primeira Guerra Mundial que aparenta ter sido gravado em uma só tomada (sem cortes), Keanu Reeves de volta às telas e um assombroso filme com Robert Pattinson em preto e branco.

Um lembrete: as datas de estreia são previsões (elas podem mudar), e alguns dos longas ainda não têm data de estreia prevista no Brasil.

O Farol (2 de janeiro)

Robert Pattinson e Willem Dafoe interpretem dois homens em 1890 responsáveis por cuidar de um farol nesse thriller psicológico bizarro. Eles ficam atormentados e isolados nessa ilha remota, tendo contato apenas um com o outro.

Em pouco tempo, eles se estranham.

Dirigido por Robert Eggers, do filme de terror A Bruxa, e produzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira, o longa foi gravado em preto e branco.

O filme venceu o Prêmio da Crítica da Quinzena dos Realizadores no Festival de Cannes e foi exibido na Mostra de Cinema de São Paulo.

1917 (23 de janeiro)

Um retrato muito diferente da guerra vem neste épico da Primeira Guerra Mundial de Sam Mendes, diretor que ganhou o Oscar por Beleza Americana e esteve à frente dos dois últimos filmes de James Bond.

Baseado em uma história contada a Mendes por seu avô, 1917 coloca dois soldados britânicos em uma corrida contra o tempo para impedir um ataque contra seus companheiros.

O conceito corajoso do filme é contar a história de sua missão no que parece ser um só feito em uma só tomada (mas não é) —uma que leva o espectador a trincheiras, campos de batalha e até debaixo d'água.

Mendes classificou o longa de "um grande e experimental longa incrivelmente próximo de seu coração".

O Escândalo (30 de janeiro)

O escândalo de assédio sexual que levou à saída de Roger Ailes da Fox News, rede televisiva que ele fundou, é retratado neste filme de Jay Roach, da série Austin Powers.

Nicole Kidman, Charlize Theron e Margot Robbie atuam como acusadoras de Ailes, interpretado, por sua vez, por John Lithgow.

O espectador tem que ver para crer na maquiagem que transforma Lithgow em Ailes e Theron na apresentadora de TV Megyn Kelly.

Jojo Rabbit (6 de fevereiro)

Direito de imagem Fox
Image caption Taika Waititi (como Hitler) e Roman Griffin Davis no filme Jojo Rabbit

Esse filme se passa na Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, e conta a história de um jovem nazista (Roman Griffin Davis) que questiona suas crenças depois de fazer amizade com uma menina judia que sua mãe, interpretada por Scarlett Johansson, está escondendo no porão de casa.

O diretor neozelandês Taika Waititi, que dirigiu Thor: Ragnarok (2017), também faz o papel do amigo imaginário Adolf, uma caricatura de Hitler tão subversivo quanto o resto desse filme que critica a doutrinação em massa.

Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa (6 de fevereiro)

Esse é o primeiro grande lançamento da Warner Bros/DC em 2020. A Arlequina foi vista pela última vez no Esquadrão Suicida em 2016, ao lado de Jared Leto, o penúltimo ator a viver o Coringa.

A Arlequina, interpretada por Margot Robbie novamente, está experimentando uma "emancipação fantabulosa" com a ajuda de outras mulheres fantásticas.

O vilão é interpretado por Ewan McGregor e a diretora é Cathy Yan —é o primeiro filme americano de super-herói dirigido por uma mulher de origem asiática.

Greed (sem previsão de estreia)

Direito de imagem Getty Images
Image caption Steve Coogan na estreia de Greed, no Festival de Cinema de Londres

Esse filme satírico bastante britânico é dirigido pelo também britânico Michael Winterbottom. Steve Coogan, que já atuou em A Festa Nunca Termina, do mesmo diretor e outras de suas obras, está nesta última.

Desta vez, ele é o o Sir Richard McCreadie, um dono mega rico de uma franquia de lojas que vai celebrar seu aniversário de 60 anos em Mykonos, uma ilha grega.

Dá para fazer comparações com uma gigante de varejo nessa sátira de riqueza ostensiva, consumo sem limites e globalização do trabalho.

Mulan (26 de março)

Nos últimos anos, clássicos animados como Dumbo, A Dama e o Vagabundo, Aladdin e ORei Leão ganharam refilmagens em versão live-action.

Nesse ano, a animação Mulan, de 1998, vai receber um tratamento igual.

O filme conta a história de uma jovem mulher que se fantasia de homem para poder lutar no lugar de seu pai doente no exército imperial da China.

A atriz chinesa-americana Liu Yifei faz o papel da guerreira lendária no filme de Niki Caro.

Sem Tempo Para Morrer (9 de abril)

Direito de imagem Getty Images
Image caption Daniel Craig em Matera, na Itália, com a atriz Léa Seydoux

Com Sam Mendes ocupado com o filme 1917 e Danny Boyle desistindo do filme, Cary Joji Fukunaga levará o mais recente James Bond para as telas.

As filmagens foram agitadas: Daniel Craig machucou seu tornozelo e um membro da equipe técnica se machucou em uma explosão no set.

Mas nada disso vai parar o 25º filme oficial de James Bond —que pode ser o último de Craig no papel— de ser lançado neste ano.

No filme, veremos um Bond aposentado ser puxado de volta à ação para confrontar um novo e perigoso adversário, interpretado por Rami Malek, que ganhou o Oscar por Bohemian Rhapsody.

Viúva Negra (30 de abril)

Direito de imagem Marvel
Image caption Scarlett Johansson em Vingadores: Ultimato

Natasha Romanoff teve um fim... complicado, digamos, em Vingadores: Ultimato, mas isso não vai impedir que Scarlett Johansson volte no ano que vem com a personagem Viúva Negra.

O filme se passa antes dos eventos dos filmes mais recentes dos Vingadores —e este vai mergulhar no passado misterioso de Natasha.

O ano de 2020 será bom para Scarlett Johansson, que pode ser indicada para o Oscar por seu trabalho em Jojo Rabbit e História de um Casamento.

Velozes e Furiosos 9 (21 de maio)

Direito de imagem Getty Images
Image caption Filmagens em Edimburgo, na Escócia

O próximo Velozes e Furiosos terá o retorno dos atores originais Vin Diesel, Michelle Rodriguez e Tyrese Gibson, e Charlize Theron refazendo seu papel vilanesco de Velozes e Furiosos 8.

O diretor Justin Lin já disse que o filme —que foi gravado no Reino Unido, nos Estados Unidos, na Geórgia e na Tailândia— é "de longe o mais ambicioso da série".

Mulher-Maravilha 1984 (4 de junho)

Direito de imagem Warner Bros
Image caption Gal Gadot na sequência de Mulher-Maravilha

A sequência da Mulher-Maravilha de 2017 se passa em 1984, e tem a guerreira lutando contra Cheetah, uma vilã felina interpretada por Kristen Wiig.

Pedro Pascal, estrela da série The Mandalorian (do universo Star Wars), também aparece, enquanto Chris Pine volta ao papel do piloto da Primeira Guerra Steve Trevor.

Steve —spoiler!— morreu heroicamente no fim do primeiro filme. Mas se podem trazer de volta a Viúva Negra, por que não ele?

Soul (sem previsão de estreia)

Pete Docter —o cineasta que deu personalidades às emoções no filme Divertida Mente— traz outra animação metafísica neste ano na forma do lançamento Soul (Alma, em tradução livre), da Pixar.

O filme fala de Joe, um homem que quer ser um músico (na versão em inglês, com a voz de Jamie Foxx), que é separado de sua alma depois de sofrer um acidente infeliz.

Transportado a uma casa de cuidados para almas em treinamento, ele e outra alma (Tina Fey, na dublagem em inglês), têm que trabalhar juntos para levar Joe à esfera humana novamente.

Ghostbusters - Mais Além (sem previsão de estreia)

O "reboot" de Ghostbusters com Melissa McCarthy e Kristen Wiig não levou o mundo à loucura em 2016.

O que provavelmente explica por que esse novo filme é uma continuição direta do original de 1984 e sua sequência de 1989.

Dirigido por Jason Reitman, filho do diretor Ivan, o novo filme tem Paul Rudd, Carrie Coon e Finn Wolfhard, de Stranger Things.

Os fãs, no entanto, vão ficar mais felizes de saber que o filme também tem Dan Aykroyd, Bill Murray e Sigourney Weaver em seus papéis originais.

Top Gun: Maverick (25 de junho)

Tom Cruise tira um intervalo de Missão Impossível para ressuscitar outro de seus papéis famosos —o piloto Pete "Maverick" Mitchell.

Dirigido por Joseph Kosinski, a sequência de Top Gun de 1986 tem ele como instrutor do filho de seu parceiro antigo Goose.

Miles Teller, Jennifer Connolly e Ed Harris também estão no filme, que Cruise já descreveu como "uma carta de amor para a aviação".

Mas não houve espaço para a atriz Kelly McGillis, que revelou no ano passado que não foi convidada para retornar como par romântico de Maverick.

Bill & Ted: Encare a Música (21 de agosto)

Direito de imagem Warner Bros
Image caption Reeves volta no papel de Ted "Theodore" Logan

Há 29 anos, Alex Winter e Keanu Reeves interpretaram Bill S. Preston Esquire e Ted "Theodore" Logan.

A volta bastante aguardada desses amigos mostra os dois em crise de meia idade se tocando que a vida não tomou o rumo que esperavam.

Eles serão ainda ótimos um com o outro? Quem lembra das aventuras anteriores espera que sim.

Morte no Nilo (8 de outubro)

Sir Kenneth Branagh juntou mais um elenco incrível para seu segundo filme sobre Hercule Poirot, de Agatha Christie.

Annette Bening, Dawn French e Jennifer Saunders são só alguns dos que aparecem nessa sequência de Assassinato no Expresso do Oriente.

A última adaptação do romance de Christie, filmada em 1978, verá o detetive investigar um assassinato em um navio a vapor egípcio de luxo.

Everybody's Talking About Jamie (sem previsão de estreia)

Direito de imagem 20th Century Fox
Image caption Harwood como um adolescente de Sheffield que quer ser uma drag queen

Quando Jamie Campbell, de 15 anos, decidiu usar um vestido para sua formatura de escola, ele não imaginava que sua história inspiraria um musical em Londres.

Tampouco pensou que esse musical viraria um filme.

O musical conta a história de um adolescente de 16 anos que supera o preconceito e tenta virar uma drag queen. O filme britânico-americano deve ser um musical dramático parecido.

Os Eternos (sem previsão de estreia)

Direito de imagem Getty Images
Image caption A diretora Chloe Zhao (o quarto da esquerda) com o elenco de 'Os Eternos'

É a vez de Angelina Jolie liderar um grupo de super-heróis imortais.

Salma Hayek, Richard Madden e Kumail Nanjiani também aparecem no filme de Chloe Zhao, mais um componente ambicioso da Marvel.

Em novembro, Jolie, Madden e outros tiveram que ser evacuados do set do filme depois de uma bomba que não explodiu foi encontrada na ilha Canária de Fuerteventura.

Duna (20 de novembro)

Direito de imagem Getty Images/EPA
Image caption Chalamet interpreta Paul Atreides, que já foi interpretado por Kyle MacLachlan (direita)

O lendário romance sci-fi de Frank Herbert sobre a luta para controlar um planeta deserto foi filmado por David Lynch em 1984 e virou uma minissérie televisiva em 2000.

Agora é a vez do diretor canadense Denis Villeneuve levar Duna para as telas para o que foi feito para ser uma adaptação em duas partes do best-seller de Herbert de 1965.

Timothee Chalamet, Rebecca Ferguson, Oscar Isaac e Javier Bardem são apenas alguns dos nomes que foram recrutados para a tarefa.

"A ambição é fazer o filme do Star Wars que eu nunca vi", disse o diretor no ano passado. "De certa forma, é Star Wars para adultos."

West Side Story (sem previsão de estreia)

Direito de imagem Fox
Image caption Ansel Elgort com Rachel Zegler (no centro) com outros membros do elenco

A velha ambição de Steven Spielberg de dirigir um musical finalmente será realizada com um novo filme, uma versão do clássico da Broadway dos anos 1950.

Transpondo Romeu e Julieta para as ruas de Nova York, conta a história de duas gangues —os Jets e os Sharks— e um romance secreto que desafia seus códigos tribais.

Rita Moreno, que ganhou um dos dez Oscar que foram para a versão de 1961, vai aparecer no remake em um papel criado especialmente para ela.

"Nunca nos meus sonhos mais loucos eu me imaginei voltando a essa obra fundamental", disse ela no ano passado.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Tópicos relacionados

Notícias relacionadas