Metodologia: Iraque 2003-2013, a guerra em palavras

Esse projeto explora as palavras ou termos encontrados com mais frequência em discursos a respeito do Iraque feitos pelos presidentes dos Estados Unidos George W. Bush e Barack Obama, e outras autoridades de alto escalão do governo.

Foram analisados apenas discursos e pronunciamentos oficiais do governo americano, para que tivéssemos consistência nos dados provenientes de uma década inteira.

Por que só foi destacado o ponto de vista dos Estados Unidos?

Inicialmente, a ideia era comparar os resultados da análise desses discursos com discursos similares no Iraque, mas nenhuma fonte oficial e consistente, que pudesse ser comparada ao governo americano no mesmo período de tempo, foi identificada para oferecermos ambas perspectivas comparativamente.

Por essa razão, para que traçássemos uma comparação significativa, solicitamos a colaboração da especialista em imprensa árabe Dra. Zahera Harb, professora de jornalismo internacional na City University de Londres, que analisou os resultados da pesquisa do ponto de vista da imprensa do mundo árabe.

Essas análises são complementadas pelas citações e os eventos-chave ano a ano, oferecendo contexto ao uso de cada palavra ou termo-chave utilizados nos discursos.

Como os discursos foram selecionados?

Foram analisados 148 extratos de discursos ou pronunciamentos, datados entre janeiro de 2003 e fevereiro de 2013.

As fontes do material foram os arquivos da Casa Branca, para discursos do ex-presidente George W. Bush, e o site atual da Casa Branca, para os do presidente Barack Obama (à partir de 2009).

Sempre que possível, apenas discursos integrais ou pronunciamentos específicos a respeito do Iraque foram utilizados.

O tamanho e natureza do material são variados, incluindo discursos à nação, diante das Nações Unidas, das tropas no Iraque e pronunciamentos semanais do presidente pelo rádio.

A intenção era de coletar dez discursos diferentes para cada período de seis meses. No entanto, o número de material relevante disponível oscila grandemente no decorrer do período de dez anos.

A partir de 2009, quando o presidente Barack Obama chegou ao poder e o envolvimento militar dos Estados Unidos no Iraque começou a diminuir, as menções ao país em discursos ou pronunciamentos diminuiram significativamente.

Por isso, para esse período foram extraídas seções de entrevistas e coletivas de imprensa sobre tópicos mais abrangentes que mencionavam o Iraque.

Após a retirada total das tropas em dezembro de 2011, o Iraque saiu da pauta política americana e extratos de textos para análise se tornaram bastante escassos. Por essa razão, dados para 2012 e os dois primeiros meses de 2013 são bastante limitados.

Como os discursos foram analisados?

Os discursos foram agrupados em períodos de seis meses e analisados utilizando um software avançado de semântica de texto, que faz uso de análise de clusters, fornecido pela BBC Monitoring.

Os resultados foram interpretados com o auxílio de um analista da BBC especializado em imprensa do Oriente Médio, e uma lista de 86 palavras ou expressões foi criada. Algumas representam um grupo de termos relacionados por um tema em comum. Por exemplo, a palavra-chave “armas de destruição em massa”, inclui os conceitos “armas químicas”, “armas nucleares”, “armas biológicas”; da mesma forma que o termo “voltando para casa com honra”, abrange “voltando de cabeça erguida” e “retirando-se com honra”.

Em seguida, o número de aparições de cada uma dessas 86 palavras ou expressões foi medida e peso foi atribuído a cada uma, baseado na porcentagem da reincidência em relação ao número total de palavras ou expressões analisadas naquele ano, resultando em um valor comparativo para cada palavra por ano.

Então, nos concentramos nas 15 palavras ou expressões de maior valor por ano e, dos 51 termos resultantes, selecionamos os mais relevantes e significativos, totalizando 41.

O material de 2012 e 2013 não era extensivo o suficiente para que se pudesse usar a ferramenta de análise de texto. Depois de minusciosa leitura, dois conceitos se destacaram no período, aumentando para 43 o número total de termos e expressões para o período de 10 anos, que fazem parte da visualização final.

Explore a lista completa de palavras e expressões e o peso atribuído a cada uma de acordo com sua incidência nessa planilha.