Wanda City: o parque chinês que quer desbancar a Disney

Wanda City Direito de imagem AFP
Image caption Bilionário quer criar um modelo global de empresa chinesa

Edifícios em forma de xícara de porcelana, a montanha-russa mais alta do país e a possibilidade de visitar o "maior parque aquático do mundo" são apenas uma parte da nova aposta de Wang Jianlin, o homem mais rico da China, no ramo do entretenimento.

O Wanda City, um complexo de mais de US$ 3 bilhões (R$ 10,5 bilhões), foi inaugurado no último fim de semana na cidade de Nanchang, no sudeste do país, para concorrer com a Disney, que prevê inaugurar seu próprio parque temático em Xangai ainda neste mês.

Direito de imagem EPA
Image caption Parque temático é dedicado à cultura chinesa

As instalações incluem um parque temático de US$ 800 milhões dedicado à China, centros comerciais, cinemas interativos e um gigantesco aquário.

Nas palavras do próprio Wang, a iniciativa é contraponto às importações da cultura ocidental e uma tentativa de estabelecer uma marca global baseada na cultura chinesa.

Símbolo global

Direito de imagem Getty Images
Image caption Sinais da cultura ocidental também estão presentes, como personagens de Guerra nas Estrelas

Maior proprietária de imóveis do país, a empresa de Wang também tem investido muito dinheiro na indústria cinematográfica.

E, ainda que o empresário não tenha mencionado a palavra Disney na cerimônia de inauguração do complexo, sua companhia tem indicado que um de seus objetivos é afugentar a empresa americana do mercado chinês e se transformar em um símbolo de entretenimento reconhecido ao redor do mundo.

Direito de imagem AP
Image caption Complexo inclui centros comerciais, cinemas interativos e um aquário gigante

"Queremos ser um modelo de empresa privada chinesa e estabelecer uma marca global para companhias do país", disse Wang.

Uma semana antes, o empresário também disse ao canal local CCTV que "a moda do Mickey Mouse e do pato Donald" já havia passado. "O tempo em que acompanhávamos cegamente a Disney acabou faz anos", afirmou.

Expansão

Direito de imagem AFP
Image caption Segundo seus criadores, parque abriga a maior montanha-russa do mundo
Direito de imagem AFP
Image caption O Wanda City custou US$ 8 bilhões e começou a ser construído em 2011

Depois do complexo de Nanchang, Wanda planeja abrir cerca de 15 parques no país antes de 2020.

A Disney, porém, não quer ficar para trás. O novo parque que abrirá em Xangai, avaliado em US$ 5 bilhões, será seu sexto parque temático e o quarto fora dos Estados Unidos - os outros ficam em Paris, Tóquio e Hong Kong.

Em 2011, após uma década de negociações, teve início a construção da primeira Disneylândia na China continental. Analistas esperam que seja mais bem-sucedido que o parque de Hong Kong, aberto em 2005.

Tópicos relacionados

Notícias relacionadas