Após revolta nas redes sociais, líder islâmico diz que continuará recomendando 'bater de leve' em mulheres

Após revolta nas redes sociais, líder islâmico diz que continuará recomendando 'bater de leve' em mulheres

No fim do mês passado, o Conselho de Ideologia Islâmica do Paquistão fez uma recomendação polêmica: afirmou que os homens podem “bater de leve” em suas mulheres caso elas não cumpram com alguma de suas responsabilidades dentro de casa.

A proposta não significa uma mudança nas leis no país, mas provocou revolta entre as mulheres.

Nas redes sociais, muitas delas adotaram a hashtag #tentemebaterdeleve para reforçar que, em uma sociedade que já é tão violenta com as mulheres, a ideia pode encorajar os maridos a abusar de suas esposas usando o argumento de que seguem uma recomendação do Islã.

A repórter da BBC Shaimaa Khalil conversou com o chefe do conselho, Maulana Muhammad Khan Sherani, sobre o assunto.