Fracassa leilão histórico de maior diamante bruto do mundo em Londres

O Lesedi la Rona Direito de imagem Sotheby's
Image caption O Lesedi la Rona é o maior diamante bruto encontrado em mais de um século

O leilão do maior diamante bruto do mundo, realizado na noite de quarta-feira, em Londres, terminou sem ofertas que atingissem o lance mínimo de R$ 230 milhões de reais.

O Lesedi la Rona, que tem quase o tamanho de uma bola de tênis, foi escavado em Botswana, na África, em novembro.

O diamante bruto tem 1,109 quilates e especialistas acreditam que a pedra tenha mais de 2,5 bilhões de anos. Mas isso não sensibilizou potenciais compradores: o maior lance não passou de R$ 196 milhões.

Trata-se do maior diamante bruto já leiloado. A operação ficou a cargo da casa Sotheby's.

David Bennett, diretor da divisão de joias da Sotheby's, disse que a descoberta do Lesedi la Rona é o "achado de uma vida".

"Todos os aspectos desse leilão são sem precedentes. Ele não é apenas superlativo em tamanho e qualidade, mas nada dessa escala foi a leilão antes".

Direito de imagem Sotheby's
Image caption O diamante tem mais de 2,5 bilhões de anos

Segundo um estudo do Instituto Gemológico dos EUA, a cor e a transparência do diamante são típicos das gemas do tipo IIA - a classe das pedras consideradas mais puras quimicamente e conhecidas pela transparência ótica. Apenas 2% dos diamantes do mundo se encaixam nessa categoria.

O Lesedi La Rona é o maior diamante bruto encontrado em mais de 100 anos - ele mede 6.64 x 5.5 x 4.2cm.

Em termos de tamanho, ele peder apenas para o Diamante Cullinan Diamond, garimpado na África do Sul em 1905 e dado de presente ao rei Eduardo 7º.

Com 3,106 quilates, o diamante foi cortado em nove pedras diferentes, muitas ainda em poder da Coroa Britânica. Entre elas está a Grande Estrela da África, atualmente o maior diamante lapidado do mundo.

Direito de imagem Getty Images
Image caption Parte dos diamantes Cullinan fazem parte das Joias da Coroa Britânica

O fracasso do leilão foi má notícia para a companhia mineradora canadense Lucara Diamond Corp, companhia em cuja mina o diamante foi encontrado. As ações da empresa na bolsa de Toronto caíram mais de 14%. A empresa não informou se tentará leiloar o Lesedi la Rona novamente.

Tópicos relacionados