Como o Japão consertou em apenas 2 dias buraco gigante que se abriu em rua de Fukuoka

Imagem do buraco e da via já consertada. Direito de imagem AP
Image caption Antes e depois: via foi reaberta uma semana depois que o solo afundou, abrindo um buraco gigante numa rua no Japão; operários trabalharam dia e noite para recompor a via em 48 horas.

Um enorme buraco de 450 m² "engoliu" cinco pistas de uma movimentada rua de Fukuoka, no Japão, na terça-feira da semana passada. Uma semana depois, a via já estava funcionando como se nada tivesse acontecido.

Os trabalhos de reparação duraram apenas 48 horas, após técnicos terem feito avaliações do tamanho do estrago e testes para garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que taparam o buraco.

A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo
Buraco se abre e engole rua no Japão

Foram necessários 6.200 metros cúbicos de areia e cimento, além de operários trabalhando dia e noite para tapar o buraco.

Soichiro Takashima, o prefeito da cidade japonesa, disse que a nova rua está 30 vezes mais resistente que antes. Ninguém ficou ferido, apesar de haver registro de interrupção de serviços de telefone, energia e água.

As causas do acidente, contudo, ainda são desconhecidas.

Direito de imagem Getty Images
Image caption Ninguém ficou ferido, mas a mídia japonesa reportou interrupções na luz, telefone, gás e água
Direito de imagem Getty Images
Image caption As causas do incidente ainda são desconhecidas, embora algumas autoridades acreditam que possa estar relacionado ao trabalho subterrâneo ocorrendo nas proximidades

O pavimento começou a afundar em um cruzamento entre duas importantes e movimentadas avenidas, bem em frente à estação ferroviária de Hakata. O buraco foi aumentando gradualmente e ruas e edifícios próximos foram esvaziados.

Autoridades locais suspeitam quue as obras de ampliação de uma linha de metrô da cidade possam ter provocado a cratera.

O prefeito prometeu criar uma comissão para apurar as causas do afundamento.

Direito de imagem Getty Images
Image caption Foram necessários 6.200 metros cúbicos de areia e cimento para tapar o buraco

Takashima pediu desculpas aos moradores de Fukuoka, a quinta maior cidade do Japão, com 1,4 milhões de habitantes.

O prefeito também agradeceu aos trabalhadores pelos esforço. Eles trabalharam dia e noite para tapar o buraco rapidamente.