O que significam a foice e o martelo, os mais famosos símbolos da Revolução Russa?
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

O que significam a foice e o martelo, os mais famosos símbolos da Revolução Russa?

O martelo é associado ao trabalho industrial; a foice, ao ofício rural.

Juntos, eles se converteram em um dos símbolos mais reconhecidos da história. Mas como se tornaram um emblema da Revolução Russa, que completa 100 anos, e da União Soviética?

Professora e curadora de arte russa dos séculos 19 e 20 do The Courtauld Institute of Art, em Londres, Natalia Murray explica como foram criados os ícones que viajaram o mundo representando o primeiro movimento operário e o primeiro estado autodenominado comunista.

Quando Vladimir Lenin chegou ao poder, em 1917, um concurso foi feito entre artistas em busca de um símbolo para o governo bolchevique. A imagem vencedora tinha, além da foice e do martelo, uma espada, ícones que representavam camponeses, operários e soldados envolvidas na derrubada de 300 anos da dinastia dos Romanov.

Lenin, contudo, quis tirar a espada, por causa da conotação beligerante. Assim, a espada deu lugar a uma estrela vermelha, mudança muito possivelmente inspirada no romance utópico "Estrela Vermelha", de Alexander Bogdanov (1873-1928).

Outra explicação para o uso da estrela seria que as cinco pontas representariam os cinco continentes e ainda teria relação com o internacionalismo marxista, que prevê maior cooperação econômica e política entre as nações em prol do benefício mútuo.

A imagem da foice, do martelo e da estrela foi usada na bandeira da antiga União Soviética. Mas origem da foice e do martelo como símbolos do movimento operário remonta a outra revolução.

Na Revolução Francesa, de 1789, as duas imagens foram usados por insurgentes na Comuna de Paris.

E os comunistas russos adotaram os símbolos porque evocava o radicalismo e a classe trabalhadora.

Realização: Natalia Pianzola

As imagens utilizadas no vídeo são de Getty Images, iStock, British Pathé e Russian Archives