Mãe canadense reencontra filho sequestrado após 31 anos

Lyneth Mann-Lewis é confortada enquanto fala sobre o reencontro com o filho Direito de imagem Getty Images
Image caption Lyneth Mann-Lewis diz que seu caso é uma prova de que as pessoas não podem nunca desistir

Uma canadense reencontrou o filho que havia sido sequestrado em 1987.

Jermaine Allan Mann teria sido levado pelo pai três meses antes de completar dois anos de idade, enquanto o homem fazia uma visita ao menino em Toronto.

Ele e o pai viveram com outras identidades nos Estados Unidos desde então, até que, na semana passada, seu pai foi flagrado usando documentos falsificados.

O homem foi preso, dando fim à busca realizada pela polícia dos dois países para achar o menino desaparecido há 31 anos.

Jermaine, que tem hoje 33 anos e não se apresentou ao público, pensava que sua mãe tinha morrido quando ele era bebê. No final de semana, Lyneth Mann-Lewis viajou para os Estados Unidos para reencontrar o filho.

Na segunda-feira, ela disse que as horas pareciam se arrastar entre o momento em que soube que o rapaz havia sido achado e o reencontro.

"Não há palavras para descrever o que senti ao ouvir 'seu filho está vivo, o achamos'."

Ela contou que a primeira coisa que fez ao ver Jermaine foi tocar nele. "Queria saber se ele era mesmo real."

A conversa entre os dois durou horas, contou Lyneth, e ela fez questão de cozinhar para ele antes de voltar para o Canadá.

Como Jermaine Allan Mann foi encontrado?

Allan Mann, de 66 anos, teria sequestrado seu filho em 24 de junho de 1987, durante uma visita autorizada pela Justiça. Ele e Lyneth haviam se separado no ano anterior.

A polícia de Toronto abriu uma investigação sobre o sumiço do menino, sem sucesso.

Direito de imagem Missing Children Society of Canada
Image caption Jermaine Allan Mann (esq.) teria sido sequestrado ainda bebê pelo pai, Allan Mann (dir.)

Mesmo sem pistas sobre seu paradeiro, a história de Jermaine, junto com fotos alteradas digitalmente para mostrar como seria sua aparência mais velho, era sempre compartilhada em redes sobre crianças desaparecidas, e investigadores de ambos os países nunca desistiram do caso.

Recentemente, em 2016, seu caso voltou a ser debatido entre autoridades canadenses e americanas, o que renovou os esforços de procura por Jermaine.

Em 26 de outubro, seu pai foi preso em Vernon, no Estado americano de Connecticut. Allan Mann tem dupla cidadania canadense e ganense e teria obtido certidões de nascimento falsificadas para si e o filho que informavam que eles seriam do Texas, nos Estados Unidos.

A falsificação foi identificada após o homem usar os documentos para dar entrada no aluguel de uma moradia subsidiada pelo governo americano. Ele foi então identificado usando um programa de reconhecimento facial.

Ele é acusado de falsidade ideológica nos Estados Unidos e pode ser extraditado para o Canadá, onde é acusado de sequestro.

Lyneth disse que, agora, ela e Jermaine terão "tempo para seguir em frente" como uma família.

"Sou a prova de que, após sofrer por 31 anos, ninguém deve desistir, mas ser paciente e forte e acreditar que tudo é possível."

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Notícias relacionadas