'Lixeira da Liberdade': Redes sociais

Social media image
Leia mais abaixo ou
Selecione outro objeto

Quase metade da população mundial usa redes sociais – de Facebook, Twitter e Instagram, na Europa e no continente americano, a Weibo, WeChat e KakaoStory, na Ásia.

Na Europa, mais de nove em cada dez pessoas estão em, pelo menos, uma dessas redes sociais. O Brasil, é o maior usuário de redes sociais da América Latina, com mais de 90 milhões de pessoas registradas em pelo menos uma rede, segundo pesquisa da agência eMarketer citada pela Forbes.

Mas seguir amigos e celebridades online e comparar a nossa vida com a deles pode nos fazer sentir infelizes. Pesquisas sugerem que as pessoas que passam mais horas nas redes sociais são mais propensas a apresentarem problemas de saúde mental, como ansiedade e depressão.

Mulheres jovens, especialmente, dizem que as mídias sociais fazem com que se preocupem mais com a aparência. Uma pesquisa da ONG britânica Girlguidingrevelou que um terço das meninas de sete a dez anos de idade dizem que, quando estão usando redes sociais, o que mais importa é a aparência. Quase um quarto das entrevistadas disseram que sentem a necessidade de terem uma aparência perfeita.

Selecione um objeto da lista e descubra por que ele pode ser considerado um "objeto de opressão"

  • Maquiagem

    "Os homens não são julgados por saírem de casa sem maquiagem no rosto."

    Leia mais Maquiagem
  • Roupas desconfortáveis

    "Não consigo entender por que as pessoas usam. Doem, não são práticos e podem causar problemas sérios para o corpo."

    Leia mais Roupas desconfortáveis
  • Cozinhar

    "Estou farta do fato de que a ideia de que lugar de mulher é na cozinha virou algo normalizado." - Emma

    Leia mais Cozinhar
  • Tarefas domésticas

    "A igualdade começa dentro de casa. Então levantem do sofá e comecem a participar da limpeza, meninos."

    Leia mais Tarefas domésticas
  • Sutiã

    "Eu não deveria ser forçada a ter uma aparência 'bonita'. Eu sou linda e inteligente sem ele." - Lisa

    Leia mais Sutiã
  • Culto a celebridades

    "Todas as modelos têm o mesmo tipo físico e parecem infelizes. É entediante." - Wendy

    Leia mais Culto a celebridades
  • Casamento

    "Para mim o anel de noivado é antifeminista, significa que a mulher que o leva no dedo pertence a outra pessoa." - Matilde

    Leia mais Casamento
  • Redes sociais

    "É muito tóxico para a saúde mental das pessoas, especialmente as meninas. Eles são confrontadas constantemente com ideais perigosos e pouco realistas." - Roshan

    Leia mais Redes sociais
  • Brinquedos separados por gênero

    "Todos os brinquedos separados por gênero dizem a meninos e meninas que eles só podem fazer algumas coisas." - Anna

    Leia mais Brinquedos separados por gênero
  • Bônus

    O que são objetos de opressão? Descubra a lógica por trás da "Lixeira da Liberdade" e sugira você também um objeto

    Leia mais Bônus

Mas muitas pessoas também atribuem aspectos positivos às interações na internet. Dizem, por exemplo, que as redes sociais são um local onde podem se expressar e procurar apoio emocional.

O movimento #MeToo, que estimulou as mulheres a se abrirem sobre suas experiências de abuso e assédio sexual, começou nas redes sociais, tornando-se um protesto global.