Reformas econômicas: 9 gráficos que mostram a transformação da China em 40 anos

China's flag Direito de imagem Getty Images
Image caption Previsões indicam que a China deve se tornar a maior economia do mundo até 2030

Há 40 anos, a China deu início a um programa de reformas econômicas e uma gradual - e cuidadosa - abertura para o resto do mundo.

Em dezembro de 1978, pouco mais de uma década após o início da Revolução Cultural liderada por Mao Zedong para "livrar o país das influências capitalistas", uma nova liderança decidiu deixar o maoísmo para trás e mudar a rota de crescimento do gigante asiático.

Passadas quatro décadas, a transformação econômica da China não foi equiparada por nenhum outro país do mundo.

Em gráficos, a impressionante trajetória chinesa fica evidente.

1. Entre 1978 e 2018, o Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu de US$ 150 bilhões para US$ 12,2 trilhões

2. Bicicletas já não são o principal meio de transporte

3. A China viu aumentar drasticamente as emissões de carbono

4. O país tornou-se um dos principais consumidores de eletricidade do planeta

5. Entre 1978 e 2018, a China tirou 740 milhões de pessoas da pobreza, de acordo com estatísticas oficiais

6. A China transformou-se em um dos maiores exportadores de estudantes universitários

7. A média de idade da população do país está aumentando

8. Isso é resultado da queda na taxa de fertilidade

9. Em 2018, os jovens chineses têm mais chances de serem proprietários de um imóvel residencial do que os jovens americanos

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Notícias relacionadas