Por que o Muro de Berlim caiu?
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Por que o Muro de Berlim caiu?

Por que o Muro de Berlim caiu?

Sua queda está intimamente ligada à derrocada soviética.

Em meados dos anos 80, a União Soviética passava por uma profunda crise econômica.

Isso fez com que ela cortasse a ajuda que deu por décadas a outros países comunistas, como a Alemanha Oriental.

Crescia a insatisfação social.

O líder soviético, Mikhail Gorbachev, tentou atenuá-la, implementando uma maior abertura política e social. O plano ficou conhecido como Glasnost.

A recém-adquirida liberdade levou o povo a criticar governos e convocar protestos.

A Polônia organizou suas primeiras eleições parcialmente livres.

Já a Hungria abriu suas fronteiras, permitindo a milhares de alemães do lado oriental cruzar o bloco

ocidental via Áustria.

Na Alemanha Oriental, o presidente Erich Honecker teve que renunciar.

Em 9/11, o governo prometeu flexibilizar restrições de viagem.

Os berlinenses aproveitaram o momento para destruir o muro.

A multidão eufórica cruzou a fronteira, agora aberta.

Milhares de alemães ocidentais esperavam do outro lado.

Parentes e amigos separados puderam se reencontrar pela primeira vez.

Um mês depois, a Alemanha Oriental entrou em colapso.

Um a um, outros governos do bloco comunista começaram a cair. Em 1991, a URSS desmoronou, marcando o fim da Guerra Fria.

As Alemanhas foram finalmente reunidas.

Hoje, pedaços do muro permanecem como uma recordação da história dividida do país.

Tópicos relacionados