Experimento japonês mostra rapidez com que vírus se espalha em restaurante

A NHK, a emissora pública japonesa, fez um experimento que revela a importância dos cuidados com as mãos em ambientes públicos.

O teste simulou algo que os brasileiros conhecem bastante – um bufê, como os tradicionais restaurantes a quilo.

Parte do documentário Battle on the Cruise Ship (Batalha no Navio Cruzeiro, em tradução livre), o experimento simula como o vírus pode ter se espalhado pelo navio Princess Diamond, que atracou no país, e onde mais de 700 pessoas se contaminaram.

Feita em parceria com cientistas da St. Marianna University, a simulação incluiu passar tinta florescente na mão de um homem, que representava uma pessoa infectada – e que tossiria nas mãos a cada cinco minutos.

Após todos aproveitarem o bufê por meia hora, a luz negra foi ligada.

Como resultado, todos os participantes tinham a tinta em suas mãos. Em três deles, havia chegado aos rostos, graças ao compartilhamento de acessórios e uso de tampas e fontes de bebida, por exemplo.

Em uma segunda parte do experimento, funcionários serviam os clientes, que também higienizaram suas mãos com frequência. O nível de "contaminação" neste caso diminuiu drasticamente.

Veja no vídeo.

Agradecimentos: NHK World

Clique aqui para assistir ao documentário "Battle on the Cruise Ship", da NHK World (em inglês): https://www3.nhk.or.jp/nhkworld/en/ondemand/video/4001358/