Como uma colônia vegana finlandesa se tornou a ‘cidade do Papai Noel’ no Brasil
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Como uma colônia vegana finlandesa se tornou a ‘cidade do Papai Noel’ no Brasil

Um lugar onde Papai Noel pode ser visitado 365 dias por ano.

O turismo é hoje a principal fonte de renda de Penedo, localizada ao pé da Serra da Mantiqueira, no Rio de Janeiro - cidade que abriga a única colônia finlandesa do país.

Porém, a cidade mudou bastante com relação a sua concepção original, conta Helena Hilden, curadora do Museu Eva Hilden da Cultura Finlandesa de Penedo.

"Os finlandeses chegaram aqui em 1929 para fundar uma colônia naturalista, vegana e vivendo só da natureza", disse Helena à BBC.

"O líder da colonia era Toivo Uuskallio, que achava que as pessoas tinham que viver em contato com a natureza. E curiosamente o nome dele, em finlandês, siginifica esperança."

Diferentemente de outras colonias do Brasil, a colônia finlandesa de Penedo não estava buscando reproduzir a realidade da Finlandia, diz Helena.

"A ideia era buscar um lugar totalmente diferente - um clima tropical onde pudessem trabalhar o ano inteiro na terra plantando e colhendo os alimentos."

A curadora conta que sua mãe tinha cinco anos quando veio para Penedo com os pais.

"Conseguiram juntar mais ou menos 300 pessoas. Cada pessoa recebeu um pedaço da terra para plantar e cultivar."

Porém, a agricultura se mostrou insuficiente para sustentar a população. Aos poucos, o turismo passou a ser a maior atividade econômica do lugar.

Os visitantes vêm apreciar o ambiente serrano, as águas cristalinas e o clima natalino durante todo o ano.

"Só que, como Papai Noel está acostumado com o frio, e no Brasil é um pouco quente, aqui ele tem que ter ar-condicionado!", diz Helena. "Ou ele não aguenta."

Esta reportagem faz parte da série Hidden Rio - Rio Escondido, produzida pela BBC Brasil em inglês para o BBC World Service, que revela alguns dos extraordinários e menos conhecidos aspectos da cidade-sede dos Jogos 2016 e seus arredores.

Vídeo-reportagem e edição: Gibby Zobel, do Rio de Janeiro

Tópicos relacionados