'Devo minha vida a ele', diz paciente de transplante de pele inédito entre gêmeos

O francês Franck Dufourmantelle, de 33 anos, manipulava materiais químicos perigosos na fábrica onde trabalhava quando houve uma explosão em setembro de 2016.

Ele chegou ao hospital em estado crítico, com queimaduras em 95% do corpo, e tinha menos de 1% de chances de sobreviver.

Mas esse prognóstico mudou quando os médicos descobriram que ele tinha um irmão gêmeo, Eric, que acabou doando metade de sua pele e salvou a vida de seu irmão.

Este não é o primeiro transplante de pele entre gêmeos, mas era até então inédito um procedimento para cobrir uma área tão grande do corpo.

Clique aqui para ler a reportagem completa.