'Se não se prostituir, vou te matar': como traficantes tiram proveito de milhares de crianças refugiadas em Bangladesh
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

'Se não se prostituir, vou te matar': as crianças refugiadas nas mãos de traficantes

Na pequena cidade de Cox's Bazar, na costa da Baía de Bengala, na Ásia, pode-se ver como traficantes, cafetões e clientes da indústria do sexo tiram proveito de uma das populações mais vulneráveis do planeta nos tempos atuais.

São as centenas de milhares de crianças da etnia rohingya que vivem nos campos de refugiados em Bangladesh, depois de suas famílias fugirem da perseguição violenta em Mianmar no ano passado.

Com ajuda de uma agência humanitária, uma equipe da BBC investigou como funciona o tráfico dessas crianças e adolescentes, que muitas vezes vão parar em lugares mais distantes como Índia e Nepal.

Em poucas horas, foi possível fazer contatos e identificar uma série de pessoas oferecendo crianças para sexo.

A equipe também conversou com vítimas, acompanhou uma ação controlada da polícia, que deteve um cafetão em flagrante.

Assista à reportagem, que expõe a difícil situação de milhares de pessoas que fugiram de uma situação de alto risco para entrar em outra.

Créditos:

Produtor Investigativo: Sam Piranty

Consultor Investigativo: Glenn Devitt

Imagens: Nick Woolley

Apresentador : Mishal Husain

Produtor Executivo: Jacky Martens

Tópicos relacionados