O espião infiltrado na Coreia do Norte que acabou preso por traição em seu país
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

O espião infiltrado na Coreia do Norte que acabou preso por traição em seu país

Nos anos 1990, o espião sul-coreano Park Chae-seo arriscou sua vida para voar até Pyongyang e conhecer os principais líderes norte-coreanos. Incluindo, segundo ele, o líder supremo da época, Kim Jong-il.

"Quando eu o conheci, tive que memorizar tudo o que ele fazia. Você não pode fazer anotações no território inimigo", relembra.

No entanto, depois de um escândalo político na Coreia do Sul, sua identidade foi revelada e ele foi julgado coomo agente duplo.

A história de Park foi transformada no filme "O Espião que foi para o Norte".