Um em cada cinco suicídios no mundo acontecem pela ingestão de pesticidas — como reduzir essa taxa?
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Ingestão de pesticidas é responsável por um em cada cinco suicídios no mundo

A ingestão de pesticidas é responsável por um em cada cinco suicídios no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), provocando mais de 100 mil mortes por ano.

De acordo com a OMS, uma das formas mais eficazes de reduzir essa taxa é restringindo o acesso aos pesticidas — sobretudo, quando se trata de um ato impulsivo, uma vez que dá mais tempo para a pessoa reconsiderar a decisão.

Um dos exemplos disso é o Sri Lanka, que nas décadas de 1980 e 1990 apresentava uma das maiores taxas de suicídio do planeta — sendo a ingestão de pesticidas responsável por dois terços dessas mortes.

A proibição dos pesticidas considerados mais perigosos resultou em uma queda de 70% no número de suicídios no país entre 1995 e 2015.

Estima-se que 93 mil vidas foram salvas.

A OMS quer agora que outros países, incluindo a Índia e a Nigéria, sigam o exemplo do Sri Lanka, restringindo o acesso a pesticidas.

Segundo a organização, os suicídios por pesticidas ocorrem principalmente em áreas rurais de países de baixa e média renda localizados na África, América Central, Sudeste Asiático e Pacífico Ocidental.