China terá que provar que pode crescer sem destruir o planeta

Player

Você precisa da versão correta do Flash Player para ter acesso a este conteúdo

Baixar a versão correta

Executar formatos alternativos de arquivos multimídia

Para chegar a 2020 como liderança internacional respeitada, a China terá que provar que pode se desenvolver sem destruir o meio ambiente. O desafio é imenso, já que o consumo cada vez maior de energia na China, provocado pelo crescimento acelerado, elevou o país em 2008 à condição de maior emissor mundial de dióxido de carbono, o principal gás que provoca o aquecimento global.

Ao lado das emissões dos escapamentos dos carros, a queima de carvão para a produção de energia é uma das principais fontes da poluição do ar nas cidades chinesas. Mais de dois terços da energia consumida pela China vem da queima do carvão. Segundo dados do Banco Mundial, a China tem hoje 20 das 30 cidades mais poluídas do mundo.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.